Golpismo

Assista ao vídeo da reunião golpista de Bolsonaro e entenda os detalhes

Ministro do STF revela vídeo da reunião que embasou ação contra ex-presidente e ministros, expondo ameaças e narrativas golpistas

megaloterias
O ex-presidente Jair Bolsonaro durante reunião golpista de julho de 2022. Foto: Reprodução
O ex-presidente Jair Bolsonaro durante reunião golpista de julho de 2022. Foto: Reprodução

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, retirou o sigilo da polêmica reunião de 5 de julho de 2022, protagonizada por Jair Bolsonaro e ministros.

O vídeo, apreendido no computador do tenente-coronel Mauro Cid, revela ameaças, ataques ao sistema eleitoral e a admitida previsão de derrota para Lula. Essas revelações fundamentaram a operação da PF desta quinta-feira (8).

O que você precisa saber:

  • Sigilo Rompido: Moraes revela conteúdo da reunião de Bolsonaro em 2022, que inspirou ação contra o ex-presidente e seus ministros.

Narrativas Golpistas de Bolsonaro:

  • Fake News Eleitorais: Na reunião, Bolsonaro orquestrou narrativas contra o sistema eleitoral, sugerindo fraude nas urnas e ameaçando um golpe de Estado.

Ampliação da Operação:

  • Ação da PF: Quatro ministros e o ex-presidente foram alvos de operação com prisões preventivas e busca e apreensão, baseadas no teor da reunião.

Detalhes Chocantes da Reunião:

  • Ameaças e Palavrões: Bolsonaro ameaça usar o Exército, ataca ministros do STF, oferece inquérito sigiloso da PF e defende golpe de Estado antes das eleições.

Participantes da Reunião:

  • Ministros Envolvidos: Além de Bolsonaro, participaram Anderson Torres, Augusto Heleno, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, Mário Fernandes e Walter Braga Netto.

Medidas Cautelares e Prisões:

  • Consequências da Operação: Quatro prisões preventivas, 33 buscas e apreensões, e medidas cautelares como a proibição de contato entre os investigados.
megaloterias
megaloterias