De onde?

Valdemar Costa Neto na mira da PF: ouro, arma e futuro incerto

Presidente do PL pode ficar preso sem fiança por posse ilegal de arma e usurpação de minerais

megaloterias
Valdemar Costa Neto, presidente do PL. Foto: reprodução
Valdemar Costa Neto, presidente do PL. Foto: reprodução

DC em Brasília, 8 de fevereiro de 2024 – A Operação Tempus Veritatis, da Polícia Federal, deflagrou nesta quinta-feira (8) uma série de buscas e apreensões que abalaram o cenário político nacional. Entre os alvos, o presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, figura central no bolsonarismo, pode ficar preso sem direito à fiança por dois crimes: posse irregular de arma e usurpação de minerais.

O que você precisa saber:

  • Valdemar Costa Neto pode ficar preso sem fiança por posse ilegal de arma e ouro.
  • PF encontrou 40 gramas de ouro bruto na casa de Valdemar.
  • A origem do ouro está sendo investigada.
  • Valdemar também é alvo de inquérito sobre fake news.
  • Bolsonaro também foi alvo de busca e apreensão, mas não foi preso.
  • Passaporte de Bolsonaro foi confiscado.

Ouro e arma: a investigação que pode prender Valdemar

A PF encontrou 40 gramas de ouro bruto na casa de Valdemar Costa Neto durante a Operação Tempus Veritatis. O material foi levado para perícia para determinar sua origem. Fontes ligadas à investigação indicam que a posse ilegal de arma e do ouro, se confirmado, pode levar à prisão preventiva de Valdemar, sem direito à fiança.

Bolsonaro na mira da PF: passaporte confiscado

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) também foi alvo de busca e apreensão nesta quinta-feira (8). A investigação mira o núcleo que comandou o Brasil entre 2019 e 2022 e busca identificar possíveis intenções golpistas. Apesar da busca em sua casa, Bolsonaro não foi preso, mas teve seu passaporte confiscado pela PF.

megaloterias
megaloterias