Cyber Segurança

MOAB: "Mãe de todos os vazamentos" reúne 26 bilhões de dados pessoais

Dados de usuários de plataformas populares, organizações governamentais e até senhas estão à venda

megaloterias
MOAB - "Mãe de todos os vazamentos" reúne 26 bilhões de dados pessoais
Foto: Darwin Laganzon/Pixabay

Rio de Janeiro, 28 de janeiro de 2024 – O mundo digital acaba de testemunhar mais um alto episódio de vulnerabilidade de dados com a descoberta da “Mãe de todos os vazamentos” (MOAB), um acúmulo gigantesco de informações pessoais e corporativas.

O que você precisa saber:

  • O MOAB reúne aproximadamente 26 bilhões de registros, que se traduzem em 12 terabytes de informação armazenada.
  • Os dados incluem informações de usuários de plataformas populares como LinkedIn e Twitter, bem como de organizações governamentais do Brasil e de outros países.
  • Os dados estão sendo comercializados após o pagamento de uma taxa.

Detalhes do vazamento:

A base de dados MOAB inclui informações como nomes, endereços, números de telefone, e-mails, senhas, números de cartão de crédito e até informações relacionadas a saúde e finanças.

A equipe do CyberNews, site de segurança cibernética, observou que o MOAB se encontra organizado em 3.800 pastas, cada uma correspondendo a uma violação de dados diferente.

Origem dos dados vazados:

Para Fabro Steibel, diretor executivo do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio, o MOAB parece se tratar de uma aglomeração de vazamentos de dados que ocorreram anteriormente.

“A ‘mãe de todos os vazamentos’ é realmente uma compilação de vazamentos que já aconteceram antes, ou seja, uniram vazamentos que já eram de conhecimento público em um só lugar”, complementa Steibel.

O perigo dos dados reunidos:

Para Pedro Diógenes, diretor técnico LATAM na empresa de segurança da informação CLM, a iniciativa de agrupar esses dados em um único local facilita as manobras de agentes mal-intencionados.

“A maioria das pessoas não sabe que seus dados foram vazados até sofrerem uma fraude. Assim, ‘requentar’ um vazamento sempre pode ser útil para os criminosos”, afirma.

Conclusão:

A descoberta do MOAB reforça a necessidade de um maior zelo e preocupação com a segurança da informação tanto para indivíduos quanto para organizações em nível mundial

megaloterias
megaloterias