Disputa Política

PT rebate Kassab e reforça importância das alianças políticas

PSD quer chapa 'puro-sangue' para reeleição de Eduardo Paes; PT defende parcerias

Eduardo Paes e Ceciliano - Foto: Reprodução
Eduardo Paes e Ceciliano - Foto: Reprodução

Rio de Janeiro – Em resposta à declaração de Gilberto Kassab, presidente nacional do PSD, que defendeu uma chapa “puro-sangue” para a reeleição do prefeito do Rio, Eduardo Paes (PSD), o PT enfatizou a necessidade de alianças políticas. Kassab expressou o desejo de que o vice na chapa de Paes também seja do PSD, mas o PT rebateu, destacando a importância do diálogo e parcerias.

ESTAMOS NAS REDES

Siga-nos no X

Inscreva-se no no Youtube

O que você precisa saber

  • Declaração de Kassab: Presidente do PSD quer chapa “puro-sangue” para Paes.
  • Resposta do PT: Enfatiza a necessidade de alianças políticas.
  • Cotados para vice: André Ceciliano e Adilson Pires indicados pelo PT.
  • Argumento de Kassab: Vice do PSD garantiria continuidade administrativa.

André Ceciliano, ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio e cotado para vice na chapa de Paes, ressaltou a importância do diálogo político. “Ninguém mais que o Kassab compreende a importância do diálogo e das alianças. Não se faz política sozinho”, afirmou Ceciliano.

LEIA TAMBÉM

Defensores da Aliança

João Maurício de Freitas, presidente do PT estadual, reforçou que a presença de um partido aliado na chapa fortaleceria a campanha de Paes. “A chapa tem que representar a pluralidade da eleição. Politicamente, ter na vice algum partido aliado do Eduardo soma mais eleitoralmente numa disputa tão complexa como as municipais.”

Nomes Indicados pelo PT

O PT sugeriu dois nomes para a vice de Paes: André Ceciliano e Adilson Pires, que foi vice-prefeito entre 2013 e 2016 e até recentemente atuava como secretário de Assistência Social da prefeitura.

Argumentos do PSD

Gilberto Kassab defendeu a chapa “puro-sangue”, citando a boa aprovação da gestão de Paes e a possibilidade de ele concorrer ao governo do estado em dois anos. Segundo Kassab, um vice do PSD garantiria continuidade e confiança na administração, caso Paes deixasse o mandato para disputar o governo estadual.

Dentro do PSD, o nome favorito de Paes para vice é o deputado federal Pedro Paulo. Outros candidatos considerados são os deputados estaduais Eduardo Cavaliere e Guilherme Schleder, além do presidente da Câmara do Rio, Carlo Caiado.