Esculachou

Gleisi Hoffmann Detona Narrativa Bolsonarista Sobre Brasileiros em Gaza

Presidenta do PT Condena Tentativa de Politização do Drama Humanitário

megaloterias
Gleisi - Foto: Roque de Sá/Agência Senado
Gleisi - Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Desconstruindo a Narrativa Bolsonarista: Drama Humanitário em Gaza

A presidenta do PT e deputada federal do Paraná, Gleisi Hoffmann, utilizou as redes sociais para desmontar a narrativa bolsonarista que tentava atribuir ao ex-presidente Jair Bolsonaro a liberação de brasileiros retidos em Gaza.

A situação delicada, marcada por esforços diplomáticos, foi alvo de discórdia política.

Tentativa de Politização Reprovada

  • Contexto Diplomático: Após a reunião do embaixador israelense, Daniel Zonshine, com parlamentares de extrema direita e Bolsonaro, asseclas do ex-presidente alegaram que os brasileiros seriam liberados de Gaza devido aos esforços de Bolsonaro.
  • Esclarecimento do Chanceler: O chanceler brasileiro, Mauro Vieira, esclareceu que as tratativas com Israel estão sob responsabilidade do ministro de Relações Exteriores de Tel Aviv, não passando pelo embaixador israelense no Brasil.

Condenação de Gleisi Hoffmann

  • Crítica à Politização: Gleisi Hoffmann condenou a tentativa de politizar a situação, especialmente por Bolsonaro e seu aliado, o senador Ciro Nogueira. Ela ressaltou a nojenta exploração do drama dos brasileiros ameaçados em Gaza.
  • Desmentindo Negociações: Gleisi refutou a afirmação de Ciro Nogueira de que Bolsonaro teria negociado a libertação dos brasileiros com o embaixador de Israel no Brasil, destacando que isso implicaria tratá-los como reféns de uma articulação política.

Realidade dos Brasileiros em Gaza

  • Situação Atual: Os brasileiros não foram autorizados a passar por Rafah pelo governo israelense e permanecem retidos na passagem, aguardando autorização para retornar ao Brasil.
  • Agradecimento a Lula: Hassan Rabee, um dos 34 brasileiros em Gaza, expressou gratidão ao presidente Lula pelo esforço diplomático em prol da liberação.

A postura crítica de Gleisi Hoffmann destaca a importância de manter o foco na resolução humanitária da situação, evitando politicização que coloca em risco a vida dos brasileiros envolvidos.

megaloterias
megaloterias