Demitido

Vasco desliga diretor esportivo após permanência na Série A

CEO Lúcio Barbosa e 777 Partners decidem desligar Paulo Bracks, apontando falhas no desempenho e planejamento do time.

megaloterias
RJ - RIO DE JANEIRO - 13/07/2023 - VASCO, APRESENTACAO GARY MEDEL - O dirigente Paulo Bracks fala aos jornalistas durante apresentacao oficial de Gary Medel como jogador do Vasco em coletiva de imprensa realizada no CT Moacyr Barbosa. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF
RJ - RIO DE JANEIRO - 13/07/2023 - VASCO, APRESENTACAO GARY MEDEL - O dirigente Paulo Bracks fala aos jornalistas durante apresentacao oficial de Gary Medel como jogador do Vasco em coletiva de imprensa realizada no CT Moacyr Barbosa. Foto: Thiago Ribeiro/AGIF

Paulo Bracks não ocupa mais o cargo de diretor esportivo da SAF do Vasco. O comunicado de desligamento chegou na manhã desta quinta-feira, um dia após a confirmação da permanência do time na Série A do Campeonato Brasileiro.

A decisão, tomada pelo CEO Lúcio Barbosa em conjunto com a 777 Partners, aponta que os resultados não alcançaram as expectativas, e o investimento de mais de R$ 110 milhões em reforços ao longo do ano não refletiu no desempenho desejado.

O que você precisa saber:

  • Diretor esportivo Paulo Bracks desligado após permanência do Vasco na Série A.
  • Decisão tomada pelo CEO Lúcio Barbosa e 777 Partners, apontando insatisfação com desempenho e planejamento.
  • Investimento de R$ 110 milhões em reforços não condizente com resultado.
  • Falhas na troca de técnico e planejamento consideradas na demissão.

Investimento e Desempenho Insatisfatório: A demissão de Paulo Bracks ocorre em meio à insatisfação com o desempenho do Vasco, que, apesar de assegurar sua permanência na Série A, não atingiu as expectativas traçadas pela 777 Partners. O investimento significativo em reforços não resultou em um desempenho condizente, levando à análise crítica do planejamento liderado por Bracks.

Falhas na Troca de Técnico e Planejamento: Dois pontos fundamentais para a decisão foram identificados. Primeiramente, a 777 Partners considerou falho o planejamento da troca de técnico, com um intervalo significativo entre a demissão de Maurício Barbieri e a contratação de Ramón Díaz. Além disso, a avaliação apontou que o investimento realizado não trouxe os resultados esperados, evidenciando a desconexão entre os recursos aplicados e o desempenho em campo.

Busca por um Novo Diretor: A 777 Partners, agora sem Paulo Bracks, inicia a busca por um novo diretor esportivo, com a intenção de anunciá-lo nos próximos dias. O novo dirigente terá a responsabilidade de liderar o planejamento para a temporada de 2024, buscando alinhar investimentos e desempenho de forma mais eficaz.

megaloterias
megaloterias