Futuro

Dia Nacional do Youtuber: Vale a pena investir na carreira?

Mesmo com 19 anos desde a sua criação, o YouTube se mantém relevante ao continuar se atualizando para atender às novas demandas do público e aos avanços da tecnologia

megaloterias
Dia Nacional do Youtuber: Vale a pena investir na carreira em 2024?
Divulgação/ freepik

Em 14 de fevereiro de 2005, o YouTube foi criado por três ex-funcionários do Paypal em San Mateo, na Califórnia (EUA). Jawed Karim, Chad Hurley e Steve Chen não imaginavam o impacto que sua criação teria nos próximos anos, se tornando uma das principais plataformas criativas do mundo e que mudaria a vida de milhares de pessoas.

Considerando a profunda e constante transformação digital da sociedade nos últimos 20 anos, a plataforma conseguiu se manter relevante entre as novidades, sempre se reinventando para suprir as demandas de seu público. No entanto, frente a um mercado criativo aparentemente saturado, muitas pessoas podem se perguntar: vale a pena ser youtuber em 2024?

Na última terça-feira (6), o CEO do Youtube, Neal Mohan, divulgou uma carta aberta com quatro grandes apostas para 2024, trazendo dados recentes sobre a repercussão que a plataforma tem ao redor do mundo. Segundo o executivo, atualmente, mais de 3 milhões de canais fazem parte do Programa de Parcerias do YouTube (YPP), para o qual foram destinados US$ 70 bilhões a criadores, artistas e empresas de mídia nos últimos três anos.

Em termos de relevância, a plataforma nunca esteve tão presente no cotidiano das pessoas, saindo dos limites das telas de celular para se tornar um dos principais canais de entretenimento e informação da família. Conforme destaca a carta, espectadores do mundo todo assistem, em média, mais de 1 bilhão de horas de conteúdo do YouTube em suas TVs todos os dias. 

No ano passado, o YouTube divulgou alguns dados expressivos sobre o seu impacto no Brasil. Somente em 2022, a plataforma ajudou a gerar mais de 140 mil empregos equivalentes a tempo integral e contribuiu com mais de R$ 4,55 bilhões para o Produto Interno Bruto (PIB) do país. 

Os dados foram retirados de um estudo feito pela Oxfords Economics, divulgado em agosto do ano passado. Além disso, a empresa revelou que o número de youtubers não para de crescer, tendo registrado um aumento de 20% nos últimos canais com mais de um milhão de inscritos. No Brasil, o seu público é fiel e significativo, com mais de 2 bilhões de usuários ativos mensalmente.

O impacto da economia criativa

Para Luiz Guilherme Guedes, CEO e fundador da EPICdigitais —  empresa de projetos criativos — a economia criativa nunca esteve tão aquecida e estruturada. Dados do Observatório Nacional da Indústria (ONI), núcleo de inteligência e análise de dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), revelam que este segmento deve gerar 1 milhão de empregos até 2030.

“Os criadores de conteúdo são verdadeiros empreendedores e o YouTube já entendeu isso. Com as novas formas de gerar receita na plataforma — como as lojas de produtos, as assinaturas e os clubes, os profissionais criativos têm mais oportunidades para crescer e criar uma comunidade fiel, sem ficar refém da audiência.” 

Na carta para 2024, Neal Mohan revela que o número de criadores que usam os Clubes dos canais aumentou mais de 50% no ano passado, demonstrando a força e a importância do financiamento por fãs. “Essa relação é benéfica para os dois lados, pois, os criadores têm a renda para continuar fazendo seu trabalho com excelência e sem se preocupar se o material vai viralizar ou não, enquanto a audiência pode apoiar seus criadores favoritos”, diz Luiz Guilherme Guedes.

Apesar do potencial de sucesso, vale ressaltar que a carreira de YouTuber também apresenta desafios. A concorrência é acirrada, e o algoritmo do YouTube está sempre mudando, o que pode afetar a visibilidade do conteúdo. Paralelamente, a pressão por produzir regularmente não acompanha as mudanças e pode impactar a qualidade do trabalho e a saúde mental dos criadores.

A importância da capacitação profissional na jornada dos youtubers

Guedes traz como exemplo a jornada de Anderson Gaveta, seu sócio na Gaveta Filmes e vencedor do prêmio iBest 2023 na categoria de Melhor Influenciador de Cinema, TV e Streaming na votação do júri. Com um talento inquestionável, Gaveta trabalhou como editor para alguns dos principais canais de YouTube, mas não conseguia tempo para investir no seu próprio.

“Quando nos tornamos sócios no Gaveta Filmes, o Anderson entendeu a importância de se capacitar profissionalmente e assumir a posição de empresário — e, consequentemente, todas as suas responsabilidades”, explica Guedes. “Com apenas 5 anos nessa função, com a mentoria certa e ao lado de uma equipe capacitada, ele conseguiu alcançar 1 milhão de seguidores no YouTube, com 3 vídeos por semana e, finalmente, o prêmio iBest como reconhecimento de todo seu esforço.”

Anderson Gaveta é apenas um dos profissionais criativos que a EPICdigitais ajudou a alavancar na carreira como youtuber. A empresa, que já atua há 10 anos no mercado, é uma CreativeTech que, unindo criatividade e tecnologia, oferece uma série de serviços e soluções inovadoras para quem deseja investir em uma carreira no mercado criativo.

Como começar sua carreira no YouTube em 2024?

Para Guedes, começar no YouTube pode ser uma jornada emocionante, mas algumas dicas podem ajudar a estabelecer uma base sólida. Confira 5 dicas para começar no YouTube em 2024:

  1. Defina o nicho e o conteúdo do seu canal: É importante escolher um tema pelo qual você seja apaixonado, que tenha conhecimento e autoridade para falar. “Estude o seu tema, entenda quais são as demandas do público e como você pode superá-las. Além disso, analise o mercado, os seus concorrentes dentro do nicho e crie estratégias para se destacar”, explica Guedes.  
  2. Crie uma identidade visual coerente e atraente: Desenvolver uma identidade visual consistente é fundamental para destacar seu canal no YouTube. Isso inclui um logotipo, uma paleta de cores e um estilo visual em suas miniaturas, banners e vídeos. Além disso, desenvolva uma introdução e vinhetas que se alinhem à sua personalidade e à imagem que deseja construir. Isso cria uma experiência coesa e profissional para seus espectadores, permitindo que seu público reconheça imediatamente seus vídeos entre muitos outros na plataforma.
  3. Desenvolva roteiros com informações completas, mas ao mesmo tempo dinâmicos: Ter uma produção de qualidade e uma boa identidade visual são importantes, mas o conteúdo deve ser o foco do seu canal. Desenvolva roteiros informativos, de maneira clara, objetiva, mas sempre com personalidade. 

Utilize outros vídeos de sucesso da plataforma para entender as estruturas utilizadas, o que dá certo ou não — além de avaliar o que te fez continuar no vídeo. “Existem várias estratégias psicológicas para atrair a atenção de uma pessoa, porém, o mais importante é manter o seu espectador até o final com um sentimento de satisfação.” Por fim, fique de olho nas tendências e eventos relevantes para pegar gancho com temas em alta.

  1. Invista em bons equipamentos para uma produção de qualidade: Com um conteúdo robusto e muita personalidade, é hora de montar uma apresentação profissional do seu canal. Aprenda a editar seus vídeos para deixá-los mais dinâmicos e interessantes, o que inclui cortes precisos, trilhas sonoras apropriadas e gráficos atraentes. Além disso, invista em uma boa câmera e microfone, visto que a qualidade do áudio e vídeo é um diferencial para atrair e manter espectadores.
  2. Crie uma comunidade: Agora que você já atraiu seu público, já ofereceu conteúdo e uma produção de qualidade, é importante construir uma comunidade. Interaja com o público, respondendo a comentários e pedindo dicas e sugestões para novos vídeos — demonstre que a participação deles faz a diferença. 

Além disso, compartilhe seus vídeos em outras plataformas de mídia social e outros formatos para aumentar a visibilidade e o alcance do seu conteúdo. Outro ponto fundamental é estabelecer um cronograma de publicação consistente, pois isso ajuda a construir uma audiência regular. Por fim, colabore com outros YouTubers para expandir sua audiência e trazer novos espectadores.

“Qualquer profissão ligada a este segmento vai demandar muita dedicação, planejamento e organização. É fundamental entender como delegar tarefas para gerenciar a sua carreira, avaliar o mercado, traçar estratégias, além de aprender a separar o seu eu pessoal do profissional — sem perder a autenticidade”, conclui Guedes.

megaloterias
megaloterias