Alerta Ligado

Minas Gerais declara situação de emergência em saúde pública por dengue e chikungunya

Cenário epidemiológico preocupa autoridades em todo o país

megaloterias
Dengue e chikungunya levam Minas Gerais a decretar emergência
Dengue e chikungunya levam Minas Gerais a decretar emergência - Foto: Agência Brasil

Minas Gerais declarou situação de emergência em saúde pública neste sábado (27) devido ao aumento de casos de dengue e chikungunya no estado. O avanço das doenças preocupa autoridades em todo o país.

O que você precisa saber:

  • Minas Gerais registrou 11.490 casos confirmados de dengue e 3.067 casos de chikungunya nas três primeiras semanas de 2024.
  • O Brasil registrou 12 mortes por dengue e 120.874 casos prováveis da doença no mesmo período.
  • A vacina contra a dengue chegará à população a partir de fevereiro.

Principais medidas do decreto:

  • Autoriza o governador a tomar medidas administrativas para conter casos de arboviroses, incluindo a aquisição de insumos e materiais e a contratação de serviços necessários ao atendimento da situação emergencial.

Rio de Janeiro também registra aumento de casos

Nas três primeiras semanas de janeiro, o estado do Rio registrou 9.963 notificações de casos prováveis de dengue, representando crescimento de 587% em relação ao mesmo período de 2023. Oito das nove regiões do estado estão com números de vítimas acima da média, enquanto Resende, Itatiaia e Rio das Ostras aparecem com alta acima do esperado.

Vacina contra a dengue começa a ser distribuída em fevereiro

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina contra a dengue chegará à população a partir de fevereiro. Em um primeiro momento, serão contemplados os municípios de grande porte com alta transmissão do vírus nos últimos dez anos. O público-alvo é formado por crianças e jovens de 10 a 14 anos e o esquema vacinal é de duas doses, com intervalo de três meses.

megaloterias
megaloterias