Homenagem

ONG da Cidade de Deus homenageia  jovem baleado e morto em operação da PM

Thiago Menezes Flausino perdeu a vida durante uma operação policial na comunidade em agosto passado

megaloterias
ONG da Cidade de Deus homenageia jovem baleado e morto em operação da PM
Divulgação

No dia 07 de agosto de 2023, o menino Thiago Menezes Flausino, de apenas 13 anos, foi morto após uma operação policial na Cidade de Deus, Zona Oeste do Rio. O caso comoveu não só os moradores da comunidade, como o país inteiro. E a ONG Nóiz, que é da Cidade de Deus, fará uma homenagem ao jovem, incluindo seu nome no memorial da biblioteca da instituição social que relembra as vítimas de violência policial nas comunidades do Rio. No próximo dia 18 de novembro, a ONG fará uma pequena cerimônia para relembrar o que aconteceu com Thiago e o artista Jorge Gomes, responsável pelo mural, colocará o nome dele na parede da biblioteca, que também já possui outros nomes de outras vítimas do mesmo tipo de violência, em outras comunidades. 

ONG da Cidade de Deus homenageia jovem baleado e morto em operação da PM
Divulgação

“Eu fico muito emocionada, por ele ganhar mais uma homenagem pra ele. Aqui na comunidade, no local em que aconteceu. Como mãe, eu agradeço muito”, fala Priscila Menezes, mãe de Thiago. 

Entenda o caso

No dia 18 de agosto o Ministério Público fez uma reconstituição do crime, houve o afastamento dos policiais envolvidos, mas eles seguem soltos, aguardando o fim das investigações. Durante este período, a família do jovem começou a investigar por conta própria e conseguiu até imagens de câmeras de seguranças, que foram entregues à polícia e ao Ministério Público. 

Eles afirmam que PMs em um carro descaracterizado atiraram nele. O caso continua, como muitos outros, sem solução e a dor da família e toda comunidade não passa, nem passará.

ONG da Cidade de Deus homenageia jovem baleado e morto em operação da PM
Divulgação

“Em relação aos policiais, é todo um processo. São presos, são soltos. É uma luta diária. Mas é uma luta não só pelo Thiago, é para que toda essa violência se acabe. Queremos justiça sim, mas sei que a maior justiça é a de Deus. Não desejo isso a nenhuma outra mãe. O Estado precisa se responsabilizar pelo que acontece com nossos jovens todos os dias. Só peço todos os dias justiça”, finaliza a mãe de Thiago. 

O artista Jorge Gomes também fará uma atividade artística com os jovens da ONG para homenagear, não só Thiago, como todas as crianças que compõem o mural.

megaloterias
megaloterias