Procura-se

Desaparecimento em Barra da Tijuca: Investigação amplia buscas por Édson Davi, de 6 Anos

DDPA segue pistas sobre o sumiço do garoto, considerando hipóteses e alertando a Polícia Federal

megaloterias
Édson Davi Silva Almeida, de 6 anos, desapareceu na praia da Barra da Tijuca - Foto: Reprodução
Édson Davi Silva Almeida, de 6 anos, desapareceu na praia da Barra da Tijuca - Foto: Reprodução

A Delegacia de Descobertas de Paradeiros (DDPA) mantém esforços intensivos na investigação do desaparecimento de Édson Davi Silva Almeida, de apenas 6 anos, ocorrido na movimentada praia da Barra da Tijuca.

As autoridades não descartam a possibilidade de um sequestro, especialmente por um suspeito estrangeiro, e acionaram a Polícia Federal para monitorar fronteiras caso haja tentativa de fuga com a criança.

Édson foi visto pela última vez próximo à barraca de seu pai no Posto 4, Zona Oeste do Rio, na última quinta-feira (4).

O que você precisa saber:

  • A polícia explora duas linhas de investigação: a hipótese de Édson ter se dirigido ao mar e a suspeita de que ele tenha ido em direção ao calçadão.
  • O Corpo de Bombeiros realiza buscas na água, enquanto as autoridades analisam atentamente imagens de câmeras de segurança da região.
  • Édson estava na praia com seu pai, um barraqueiro local, e desapareceu por volta das 16h30. O pai, em depoimento à polícia, destacou que o menino nunca havia se afastado da barraca, mas que, naquele dia, solicitou ir ao calçadão, pedido que foi negado.

Buscas e Linhas de Investigação:

As buscas do Corpo de Bombeiros na água e a análise das câmeras de segurança visam esclarecer o paradeiro de Édson.

A possibilidade de o garoto ter se aproximado do mar ou do calçadão amplia o escopo da investigação.

Alerta à Polícia Federal:

A hipótese de sequestro, especialmente por um estrangeiro, levou as autoridades a acionarem a Polícia Federal para monitorar fronteiras.

megaloterias
megaloterias