Racismo é Crime

Amaury Lorenzo, o Ramiro de Terra e Paixão acusa aeroporto do Rio de racismo

Ator afirma ter sido abordado de forma discriminatória por agentes de segurança

megaloterias
Ator de 'Terra e Paixão' revela ter sido vítima de racismo após revista no Galeão (Foto: Divulgação)
Ator de 'Terra e Paixão' revela ter sido vítima de racismo após revista no Galeão (Foto: Divulgação)

O ator Amaury Lorenzo, conhecido por interpretar o personagem Ramiro na novela Terra e Paixão, da TV Globo, acusou o Aeroporto do Galeão, na Ilha do Governador, do Rio de Janeiro, de racismo.

O que você precisa saber:

  • Amaury Lorenzo afirma ter sido abordado de forma discriminatória por agentes de segurança do Aeroporto do Galeão.
  • O ator foi impedido de embarcar em um voo e teve que passar por uma inspeção de segurança mais rigorosa do que outros passageiros.
  • Lorenzo acusa os agentes de segurança de suspeitarem dele por causa da sua cor de pele.
  • O Aeroporto do Galeão nega as acusações de racismo e afirma que a inspeção foi aleatória.

Amaury Lorenzo relatou o ocorrido em uma série de stories no Instagram. Segundo o ator, ele estava no aeroporto aguardando seu voo para São Paulo quando foi abordado por agentes de segurança.

“Estou no aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, e tive que ficar descalço, sem conseguir embarcar. Estou preso aqui, sem conseguir embarcar, com a desconfiança de que estou levando alguma coisa. Triste, né? Pois é. Deve ser o meu cabelo, a minha pele”, disse o ator.

Nas imagens publicadas por Lorenzo, é possível ver o ator sendo abordado por um agente de segurança que tenta impedí-lo de usar o celular numa área restrita do aeroporto.

“Meu querido, não pode gravar aqui, não”, diz o agente. “A gente conversa depois”, fala Lourenzo aos seguidores, antes de encerrar o vídeo.

A assessoria do Aeroporto do Galeão se manifestou por meio de nota. A empresa afirmou que repudia qualquer forma de discriminação e que a inspeção aleatória do Aeroporto Internacional Tom Jobim é definida por acionamento automático realizado pelo equipamento de Raio-X.

“O mecanismo segue rigorosamente as normas estabelecidas na Resolução DAVSEC nº 02-2016 dos Procedimentos de Inspeção de Segurança regulamentados pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC)”, diz a nota.

A nota também afirma que, durante a inspeção do Sr. Amaury Lorenzo, que foi conduzida com respeito e cordialidade pelos Agentes do aeroporto, outras pessoas também passaram pelo mesmo procedimento em outros equipamentos.

megaloterias
megaloterias