Desespero

Vídeo: Mulher invade hospital com carro no Rio de Janeiro

Agressão foi motivada por insatisfação com a demora no atendimento da irmã

megaloterias
Mulher joga carro no hospital após irmã não receber atendimento
Mulher joga carro no hospital após irmã não receber atendimento - Reprodução

Uma mulher foi presa em flagrante por jogar um carro na sala de recepção do Hospital de Emergência de Resende (RJ) nesta quarta-feira (20).

A mulher estava insatisfeita com o atendimento prestado à sua irmã, que havia sido liberada do hospital por volta de meio-dia, mas voltou a sentir dor no joelho.

O que você precisa saber:

  • Uma mulher foi presa em flagrante por jogar um carro na sala de recepção do Hospital de Emergência de Resende (RJ).
  • A mulher estava insatisfeita com o atendimento prestado à sua irmã.
  • A irmã havia sido liberada do hospital por volta de meio-dia, mas voltou a sentir dor no joelho.
  • A mulher transportou a irmã, que sofre de obesidade, no porta-malas do carro.
  • A mulher invadiu o hospital e quebrou a porta.
Mulher joga carro no hospital após irmã não receber atendimento

Segundo a Polícia Civil, a mulher já havia levado sua irmã ao hospital por volta do meio-dia devido a uma contusão no joelho. Após avaliação médica que constatou apenas escoriações, a paciente foi medicada e liberada às 12h16.

Por volta de 15h, a irmã voltou a sentir dor. “E aí ela acionou novamente o Samu e o Samu falou: ‘Olha, estamos em um outro atendimento e logo iremos buscar a sua irmã”, acrescentou o delegado Michel Floroschk.

Sem querer esperar a ambulância, a mulher transportou a irmã, que sofre de obesidade, no porta-malas do carro. Ao chegar ao hospital, a motorista invadiu o local, quebrando a porta.

“A intenção não era apenas socorrer a sua irmã. A intenção era descontar toda a sua raiva no hospital, colocando em risco diversas pessoas que estavam ali”, disse o delegado.

A mulher foi presa em flagrante e encaminhada à delegacia. Uma audiência de custódia nesta quinta-feira (21) determinará se ela responderá em liberdade ou terá a prisão preventiva decretada.

megaloterias
megaloterias