Covardia

PMs suspeitos de matar Vaneza Lobão, que investigava milícias, são presos no Rio de Janeiro

Dois subtenentes da PM sob custódia por suspeita de envolvimento na morte de Vaneza Lobão

megaloterias
Dois subtenentes da PM detidos por suspeita de envolvimento no assassinato de Vaneza Lobão
Vaneza Lobão - Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (7), dois subtenentes da Polícia Militar do Rio de Janeiro foram detidos sob forte suspeita de estarem relacionados ao assassinato da policial militar Vaneza Lobão, ocorrido em novembro passado.

A oficial, com atuação desde 2013 em uma unidade judiciária-militar da PM, dedicava-se a investigar possíveis conexões entre policiais, milícias e jogos de azar ilícitos.

O que você precisa saber:

  1. Detenção dos subtenentes: Dois policiais militares sob custódia por suspeita de envolvimento no assassinato de Vaneza Lobão.
  2. Histórico de trabalho: Um dos suspeitos, ex-motorista do comandante do 27º BPM, trabalhou anteriormente com a vítima.
  3. Alegações do detido: O subtenente detido refutou qualquer envolvimento no homicídio enquanto ainda estava em serviço.
  4. Local de atuação: Vaneza Lobão atuava na corregedoria da PM, investigando crimes militares, milícias e contravenção.

Sob custódia na Delegacia de Homicídios: Ambos os suspeitos estão sob custódia na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), que conduziu a investigação em colaboração com a Polícia Militar. As autoridades policiais revelaram que os policiais realizaram pesquisas em bancos de dados oficiais, buscando monitorar Vaneza e obter informações sobre sua rotina e endereço.

Histórico e atuação de Vaneza Lobão: Vaneza Lobão, atuante na corregedoria da Polícia Militar, desempenhava um papel crucial na investigação de crimes militares, especialmente aqueles relacionados a milícias e contravenção. Além disso, ela elaborava relatórios de inteligência sobre as atividades de milicianos na zona oeste do Rio de Janeiro.

megaloterias
megaloterias