Decaído

Livro revela conexão profunda entre suspeito do caso Marielle com Bolsonaro

Lançamento assinado pelo jornalista investigativo Sérgio Ramalho detalha as ligações do "anjo caído" com o jogo do bicho, a milícia e o clã Bolsonaro

megaloterias
Livro revela conexão profunda entre suspeito do caso Marielle com Bolsonaro
Livro resgata a história de ascensão e queda do capitão do Bope Adriano da Nóbrega

Uma imersão instigante nos meandros da trajetória complexa e sombria do capitão do Escritório do Crime, Adriano Magalhães da Nóbrega. Esta é a premissa de Decaído, livro assinado pelo jornalista investigativo Sérgio Ramalho e publicado pela Matrix Editora. Reveladora, a obra detalha a metamorfose do aspirante a oficial da Polícia Militar, que passou de um rapaz tímido a um dos mais letais membros do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e morreu como um dos criminosos mais temidos do Brasil.

O título do lançamento alude ao jargão utilizado pelos instrutores do Bope para designar soldados que se tornam mercenários, um termo aplicado àqueles que, como Lúcifer, se desviam do caminho correto. De integrante das forças de segurança pública do Rio de Janeiro, Nóbrega ascendeu no comando de uma milícia impiedosa, formada por policiais e ex-policiais, explorava cassinos clandestinos e tinha sua vida intrinsecamente ligada à máfia do jogo do bicho.

Com profundidade de pesquisa, Sérgio Ramalho não apenas descreve eventos, mas também contextualiza a escalada do militar no âmbito social e político. Ao longo das páginas, é possível conhecer as minúcias das relações do “anjo caído” com figuras influentes, como o ex-presidente Jair Bolsonaro e seu filho Flávio Bolsonaro. Essa apuração escancara uma rede complexa de interesses e possibilita uma compreensão abrangente das dinâmicas que permeiam capítulos essenciais da história recente do país.

O próprio autor experimentou a crueldade de Adriano e seus comparsas. Segundo um relato recebido pelo Disque-Denúncia, Ramalho seria o alvo de um atentado encomendado por bicheiros citados numa série de reportagens escritas por ele sobre as atividades ilegais do grupo. O período de tensão e temor pela própria vida motivou a criação de códigos e de artimanhas para dificultar o rastreamento e manter a localização do jornalista em completo sigilo.

A narrativa não apenas desvela os eventos que moldaram a vida de Adriano da Nóbrega, mas também explora as falhas institucionais e as conexões políticas que permitiram sua ascensão. O livro mergulha nos detalhes das operações realizadas por ele, as condecorações recebidas como símbolo de sua suposta honestidade, o ostracismo enfrentado após a saída da corporação e, por fim, sua queda, em um cerco policial.

Mais que um relato sobre um personagem específico, Decaído lança luz sobre um cenário amplo de impunidade, corrupção e violência que assola toda população brasileira. A coragem do autor em expor a própria vulnerabilidade, enfrentando ameaças diretas, funciona ainda como ode à importância da investigação jornalística na construção de uma sociedade mais justa e transparente.

Livro revela conexão profunda entre suspeito do caso Marielle com Bolsonaro
Livro resgata a história de ascensão e queda do capitão do Bope Adriano da Nóbrega

Ficha técnica

Livro:
 Decaído
Autoria:
 Sérgio Ramalho
Editora:
 Matrix Editora
ISBN:
 978-65-5616-414-4Páginas: 232
Preço: 
R$ 59,00
Onde encontrar: Matrix Editora e Amazon

Sobre o autor

Sérgio Ramalho é jornalista especializado em reportagens investigativas, Administração Pública, Direitos Humanos e Segurança Pública. Em 25 anos de carreira, recebeu os prêmios Vladimir Herzog, Esso, Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP), Latino americano de Periodismo de Investigación (IPYS), Tim Lopes, Barbosa Lima Sobrinho (Embratel). É colaborador do Programa Tim Lopes da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

Redes sociais do autor

megaloterias
megaloterias