Fazer o que?

Enquanto o Rio de Janeiro sofre com a violência, Claudio Castro vai para Argentina com o inelegível Bolsonaro

Ex-presidente inelegível e líderes internacionais prestigiam evento

megaloterias
Bolsonaro e sua Comitiva
Bolsonaro e sua Comitiva

O governador do Rio de Janeiro Claudio Castro, que tem sido alvo de protestos por conta da escalda da violência no Rio de Janeiro e pelo fato de demorar a dar respostas para os problemas do estado, as quais nem sempre são eficientes viajou para Buenos Aires com Bolsonaro.

O ex-presidente Jair Bolsonaro chegou ao Congresso da Argentina na manhã deste domingo (10) para acompanhar a posse do presidente eleito, Javier Milei. Bolsonaro foi acompanhado por uma comitiva de governadores brasileiros, dentre eles Castro, que não foi visto em Copacabana nos últimos dias.

O que você precisa saber:

  • Bolsonaro e comitiva de governadores brasileiros acompanharam posse de Milei na Argentina;
  • Lideres internacionais também prestigiaram o evento, incluindo os presidentes da Ucrânia, Paraguai, Chile, Equador, Espanha e Hungria.

Bolsonaro compartilhou no Twitter uma foto acompanhado dos governadores Tarcísio de Freitas (São Paulo), Cláudio Castro (Rio de Janeiro) e Jorginho Mello (Santa Catarina). A comitiva foi organizada pelo ex-presidente.

Também comparecerão à posse de Milei líderes internacionais como os presidentes da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, do Paraguai, Santiago Peña, do Chile, Gabriel Boric, do Equador, Daniel Noboa, Felipe VI, rei da Espanha e Viktor Orbán, primeiro-ministro da Hungria.

A posse de Milei ocorre em meio a uma crise econômica e política na Argentina. O presidente eleito é um economista liberal que promete reformas radicais, como a redução da carga tributária e o fim do Estado assistencialista.

Nas redes sociais, internautas condenaram a viagem de Castro e cobraram muito sobre o combate a violência no Estado, principalmente na capital

megaloterias
megaloterias