Disseminadores de Fake News

Crivella e Otoni condenados por Fake News ao PSOL

Justiça do Rio ordena indenização ao PSOL por difamação em 2020

Crivella e Otoni de Paula - Reprodução
Crivella e Otoni de Paula - Reprodução

Rio de JaneiroMarcelo Crivella e Otoni de Paula foram condenados pela Justiça do Rio de Janeiro a indenizar o diretório municipal do PSOL. A decisão resulta de falsas acusações feitas durante a campanha eleitoral de 2020, quando a dupla alegou que o partido distribuía um “kit gay” e estava associado à pedofilia. O valor da indenização é de R$ 60 mil para cada um. A informação é do jornalista Ancelmo Gois, de O Globo.

ESTAMOS NAS REDES

Siga-nos no X

Inscreva-se no no Youtube


O que você precisa saber

  • Condenação Judicial: Ex-prefeito do Rio, Marcelo Crivella, e o deputado federal Otoni de Paula foram condenados.
  • Motivo: Divulgação de informações falsas durante a campanha eleitoral de 2020.
  • Acusações: A dupla acusou o PSOL de distribuir um “kit gay” e associou o partido à pedofilia.
  • Indenização: Cada um deverá pagar R$ 60 mil ao diretório municipal do PSOL.

Condenação Judicial

Marcelo Crivella, ex-prefeito do Rio de Janeiro, e o deputado federal Otoni de Paula foram sentenciados pela Justiça do Rio de Janeiro.

LEIA TAMBÉM

Falsas Acusações

Durante a campanha eleitoral de 2020, Crivella e Otoni divulgaram informações falsas sobre o PSOL, afirmando que o partido distribuía um suposto “kit gay” e o associaram à pedofilia.

Valor da Indenização

A Justiça determinou que ambos devem pagar uma indenização de R$ 60 mil ao diretório municipal do PSOL.