O Estado é Laico

Silêncio e Desvinculação: Evangélicos se calam sobre Bolsonaro e Malafaia faz ataques

A ação da Polícia Federal contra Jair Bolsonaro cria desconforto entre pastores evangélicos que, antes apoiadores, agora optam pelo silêncio. Entenda as repercussões no cenário religioso

megaloterias
O ex-presidente Jair Bolsonaro e o pastor Silas Malafaia. Foto: Mauro Pimentel/AFP
O ex-presidente Jair Bolsonaro e o pastor Silas Malafaia. Foto: Mauro Pimentel/AFP

A recente operação da Polícia Federal contra o ex-presidente Jair Bolsonaro desencadeou um silêncio constrangedor entre os líderes evangélicos que, outrora apoiadores fervorosos, agora preferem se distanciar.

No grupo de WhatsApp “Aliança”, que reúne diversas lideranças religiosas, o mutismo persiste, enquanto nos bastidores, alguns pedem orações para o político.

A notável exceção é o pastor Silas Malafaia, que, mesmo diante das adversidades, mantém seu apoio a Bolsonaro.

O que você precisa saber:

  • Silêncio no Grupo “Aliança”: Líderes evangélicos evitam comentários públicos sobre a operação da PF contra Bolsonaro, mesmo dentro do grupo “Aliança”.

Apostando em Orações:

Bastidores Religiosos: Enquanto o silêncio predomina publicamente, nos bastidores, alguns pastores expressam preocupação e solicitam orações para Jair Bolsonaro.

A Voz Solitária de Malafaia:

Apoio Inabalável: Silas Malafaia permanece como a voz solitária de apoio a Bolsonaro, mesmo diante de desafios políticos e jurídicos.

Ataques e Conselhos de Malafaia:

Críticas a Moraes: Malafaia ataca o ministro Alexandre de Moraes do STF, chamando suas declarações de “estúpidas e esdrúxulas”, e aconselha Bolsonaro a considerar o artigo 142 da Constituição Federal para uma possível intervenção militar.

Silêncio da Bancada Evangélica:

Omissão da Bancada: A bancada evangélica, que recentemente empossou Eli Borges em sua liderança, mantém silêncio sobre a ação da PF contra Bolsonaro.

A Visão de Sóstenes Cavalcante:

Busca pela Prisão: Sóstenes Cavalcante, ex-presidente da bancada e membro da igreja de Malafaia, sugere que Alexandre de Moraes está em busca da prisão de Bolsonaro

megaloterias
megaloterias