Atentado Isolado

PF conclui que facada em Bolsonaro foi ato isolado

Investigações da Polícia Federal confirmam Adélio Bispo como único responsável.

Polícia Federal encerra investigações sobre o atentado a Jair Bolsonaro, confirmando Adélio Bispo como único responsável.
Polícia Federal encerra investigações sobre o atentado a Jair Bolsonaro, confirmando Adélio Bispo como único responsável - Foto: Reprodução

Brasília – A Polícia Federal concluiu que o atentado contra o então candidato à Presidência Jair Bolsonaro, durante a campanha eleitoral de 2018, foi realizado por uma única pessoa. Adélio Bispo dos Santos, preso pelo crime, agiu sozinho, conforme a investigação.

ESTAMOS NAS REDES

Siga-nos no X

Inscreva-se no no Youtube

O que você precisa saber:

  • PF confirma que Adélio Bispo dos Santos foi o único responsável pelo ataque.
  • Investigações adicionais não encontraram outros envolvidos.
  • Relatório final da investigação foi apresentado ao Ministério Público Federal.
  • A PF recomendou o arquivamento do inquérito.

Investigação e Conclusão

Após a prisão de Adélio Bispo dos Santos, a Polícia Federal reiniciou as investigações para verificar possíveis cúmplices no atentado contra Jair Bolsonaro. No entanto, as investigações confirmaram que Adélio agiu sozinho.

LEIA TAMBÉM

Detalhes da Investigação

A PF investigou as conexões de um dos advogados de defesa de Adélio, mas não encontrou vínculos com o atentado. Embora tenham sido identificados outros possíveis delitos do defensor, esses não estavam relacionados ao ataque a Bolsonaro.

Relatório Final

O relatório final das investigações foi submetido ao Ministério Público Federal e agora aguarda manifestação do Juízo. A Polícia Federal recomendou o arquivamento do inquérito, encerrando o caso.