Direta

Janja instiga substituição de "bolsonarismo" por "fascismo" durante Conferência Eleitoral

Primeira-dama defende mudança de terminologia e sugere futuro presidiário para Jair Bolsonaro.

megaloterias
Primeira-dama Janja faz o gesto de “atrás das grades” durante a Conferência Eleitoral do PT - Foto: Sérgio Lima
Primeira-dama Janja faz o gesto de “atrás das grades” durante a Conferência Eleitoral do PT - Foto: Sérgio Lima

Na Conferência Eleitoral do PT em Brasília neste sábado (9), a primeira-dama Rosângela da Silva, conhecida como Janja, lançou um apelo pela substituição do termo “bolsonarismo” por “fascismo”. Em um discurso contundente, Janja expressou convicção de que o ex-presidente Jair Bolsonaro em breve estará atrás das grades se “tudo der certo”.

Janja afirmou: “Estou convencida de que precisamos abandonar o termo ‘bolsonarismo’. Esse indivíduo, o inominável, está inelegível e, se tudo der certo, logo ele estará ó [faz o gesto de ‘atrás das grades’ com as mãos]”.

O que você precisa saber:

  • Em junho, o TSE condenou Bolsonaro por inelegibilidade devido a abuso de poder político e uso indevido dos meios de comunicação.
  • Durante uma reunião com embaixadores estrangeiros no Palácio da Alvorada, Bolsonaro atacou o sistema eleitoral, a Corte Eleitoral e o STF.

Chamando de fascista: A socióloga ressaltou a importância de rotular as pessoas como “fascistas”, argumentando que o fascismo é responsável por mortes e anulações. Ela enfatizou a necessidade de deixar o período do “bolsonarismo” para trás e adotar o termo “fascista”, relegando Bolsonaro ao esquecimento.

megaloterias
megaloterias