Reação aos Ataques

Gleisi Hoffmann responde a Bolsonaro após entrevista na Record: "Pai da mentira" e "Filho do ódio"

Presidente do PT critica Bolsonaro por vincular atos golpistas a Lula e acusa o líder da extrema-direita de mentir.

megaloterias
Gleisi Hoffmann, presidente do PT. Foto: reprodução
Gleisi Hoffmann, presidente do PT. Foto: reprodução

Após a entrevista de Jair Bolsonaro ao Jornal da Record, a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, reagiu no X, antigo Twitter, chamando o presidente de covarde. Bolsonaro tentou vincular atos golpistas a Lula, levando Hoffmann a denunciar as falsas acusações.

O que você precisa saber:

  • Gleisi Hoffmann reage às acusações de Bolsonaro após entrevista na Record.
  • Bolsonaro tenta vincular atos golpistas a Lula; Hoffmann denuncia as falsas acusações.
  • Presidente do PT critica Bolsonaro por mentir e se posar de vítima.

Pronunciamento de Gleisi Hoffmann: A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, rebate as declarações de Bolsonaro, acusando-o de mentir sobre Lula, o PT, o processo eleitoral e os atentados da Praça dos Três Poderes. Hoffmann destaca a fuga de Bolsonaro do país após os eventos de 8 de janeiro.

Covardia e Comparação a Lula: Hoffmann critica Bolsonaro por tentar se posar de vítima e comparar sua situação à de Lula durante a Lava Jato. Ela destaca a diferença entre um democrata condenado ilegalmente e um fascista que deve responder por seus crimes legalmente.

Bolsonaro: Pai da Mentira, Filho do Ódio: Gleisi Hoffmann encerra sua resposta classificando Bolsonaro como “pai da mentira” e “filho do ódio”, enfatizando que somente a verdade, a justiça e a democracia podem neutralizar o veneno que ele representa.

megaloterias
megaloterias