Vergüenza Ajena

Eduardo Bolsonaro é cortado do ar na Argentina ao defender porte de armas

Deputado foi criticado por jornalistas argentinos

megaloterias
Foto: Reprodução/ Redes Sociais
Foto: Reprodução/ Redes Sociais

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PL-SP) foi cortado do ar de uma emissora de TV na Argentina ao defender o porte de armas em uma entrevista. O caso aconteceu nesse domingo (22), durante a cobertura das eleições presidenciais argentinas pela imprensa local.

Bolsonaro era entrevistado pelo canal C5N, quando começou a defender a liberação do porte de armas para os cidadãos. Ele disse que isso seria uma forma de garantir a legítima defesa.

“Então, avançar na liberação de armas de fogo para os cidadãos significa dar condições para sua legítima defesa, para que eles sejam”, dizia Eduardo, quando foi cortado pelo apresentador.

O apresentador disse que não daria espaço para “esse tipo de discurso” e encerrou a entrevista.

Após o corte, outros jornalistas do canal criticaram Bolsonaro. Um deles disse que a Argentina é generosa por receber “esse tipo de pessoa”. Outro falou que os brasileiros “com lógica removeram” o pai de Eduardo, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), do poder.

megaloterias
megaloterias