Discussão Acalorada

Discussão acalorada na câmara sobre caso de rachadinha

Deputados Guilherme Boulos e Pablo Marçal trocam acusações acirradas.

Guilherme Boulos e Pablo Marçal trocam acusações acaloradas durante sessão na Câmara dos Deputados
Guilherme Boulos e Pablo Marçal trocam acusações acaloradas durante sessão na Câmara dos Deputados

Brasília – Uma sessão na Câmara dos Deputados sobre o caso de rachadinha envolvendo o deputado federal André Janones (Avante-MG) transformou-se em palco de discussões acaloradas entre pré-candidatos à prefeitura de São Paulo.

Na quinta-feira, o deputado Guilherme Boulos (PSOL-SP) e o coach Pablo Marçal trocaram acusações durante o encontro.

ESTAMOS NAS REDES

Siga-nos no X

Inscreva-se no no Youtube

O que você precisa saber:

  • Contexto: Discussões ocorreram durante sessão sobre rachadinha envolvendo André Janones.
  • Acusações Mútuas: Boulos criticou a presença de Marçal, chamando-o de “coach picareta”.
  • Presença Controversial: Marçal foi convidado por parlamentares bolsonaristas.
  • Reações: Marçal reagiu às acusações enquanto se filmava, protestando contra Boulos.
  • Tensão na Câmara: O ambiente ficou tenso até a ordem ser restabelecida pelo presidente do Conselho, Leur Lomanto Júnior (União-BA).
  • Medalha Polêmica: Marçal exibiu uma medalha supostamente recebida do ex-presidente Jair Bolsonaro.

Troca de Acusações

O deputado Guilherme Boulos, relator do processo de cassação de Janones no Conselho de Ética, criticou a presença de Pablo Marçal na sessão, alegando que sua presença visava tumultuar os trabalhos. “Trouxeram até coach picareta para tentar tumultuar a sessão. Eu espero que ele não venda a candidatura para o prefeito Ricardo Nunes. Vá até o fim, que eu quero te enfrentar nos debates”, declarou Boulos.

Leia Também

Reação de Pablo Marçal

Marçal reagiu às acusações enquanto se filmava com um celular, levantando-se para protestar contra as declarações de Boulos. “Não venda sua candidatura para o prefeito Ricardo Nunes porque tem gente falando que você já está vendendo”, acrescentou Boulos. A sessão ficou tensa, com trocas de acusações entre parlamentares do governo e bolsonaristas, até que a ordem foi restabelecida pelo presidente do Conselho, Leur Lomanto Júnior (União-BA).

Medalha Controversial

Marçal circulou pela Câmara, exibindo uma medalha que teria recebido das mãos do ex-presidente Jair Bolsonaro. Questionado sobre possíveis negociações para um apoio à sua candidatura, Marçal afirmou: “Ele estará comigo”. No entanto, o ex-presidente negou qualquer apoio a Marçal e reafirmou seu suporte ao atual prefeito Ricardo Nunes.