Racha?

Bolsonaro e Valdemar Costa Neto em rota de colisão

Declarações elogiosas de presidente do PL a Lula enfurecem ex-capitão

megaloterias
Bolsonaro e Valdemar Costa Neto. Foto: reprodução
Bolsonaro e Valdemar Costa Neto. Foto: reprodução

O ex-presidente Jair Bolsonaro e o presidente do Partido Liberal (PL), Valdemar Costa Neto, estão em rota de colisão após declarações elogiosas de Costa Neto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O que você precisa saber:

  • Bolsonaro criticou Costa Neto por declarações elogiosas a Lula.
  • Costa Neto reafirmou que suas declarações são verdadeiras.
  • A disputa interna no PL destaca a racha entre o grupo bolsonarista e a ala “raiz”.

Sem citar diretamente Costa Neto, Bolsonaro mencionou a possibilidade de “implosão do partido” devido a uma “declaração absurda” vinda de uma “pessoa do partido”. O ex-capitão expressou preocupação com o rumo do PL e sugeriu que tais posicionamentos poderiam prejudicar a coesão partidária.

“Essa semana tive um problema sério, não vou falar com quem, mas disse: ‘Se continuar assim, você vai implodir o partido’. Pessoa do partido dando declarações absurdas. Dizendo que o Lula é extremamente popular. Tá… manda ele vir tomar uma 51 aqui na esquina. Ele não vem”, retrucou Bolsonaro, que teria falado sobre o assunto com o presidente do PL no fim de semana.

A polêmica surgiu após um vídeo em que Valdemar elogia o presidente petista, descrevendo-o como “um camarada do povo” e um “fenômeno”, o que enfureceu Bolsonaro. A avaliação de integrantes da sigla é a de que o presidente do PL não mudará de opinião, mas deve submergir.

“O Lula é um camarada do povo, é completamente diferente do Bolsonaro. E é um fenômeno ele chegar onde chegou. O José Alencar era vice-presidente, nós fizemos parte do governo. E Lula foi bem no governo também, elegeu a Dilma depois”, disse Costa Neto na ocasião.

“Não tem comparação com Bolsonaro. Primeiro que o Lula tem muito prestígio, ele não tem o carisma que Bolsonaro tem, mas tem popularidade, é conhecido por todos os brasileiros. O Bolsonaro não, tem um mandato só”.

No entanto, na última sexta-feira (12), Costa Neto reafirmou em entrevista à Folha de S.Paulo que sua avaliação sobre Lula é verdadeira.

“O que eu falei do Lula, eu falei porque é verdade. Se eu não falar a verdade, perco a credibilidade, que é o que me resta na política. Ninguém pode negar que ele foi bom presidente. Ele elegeu a Dilma [Rousseff]. Só que eu tava fazendo comparação: o Lula tem prestígio, Bolsonaro tem uma coisa que ninguém tem no planeta, carisma”, disse.

“Eles [extrema direita] descem o cacete em mim quando eu falo isso. [Mas] Tivemos o vice do Lula, José Alencar, que era de direita. Participamos do governo. Como é que vou falar mal do Lula? Se eu falar, não sou um cara sério”.

megaloterias
megaloterias