Lula critica falta de sensibilidade de Biden na guerra entre Israel e Hamas

Presidente brasileiro aponta influência dos EUA e defende diálogo para evitar mais mortes.

megaloterias
Lula - Reprodução
Lula - Reprodução

Em entrevista à Al Jazeera, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva critica a falta de “sensibilidade” de Joe Biden para interromper o conflito entre Israel e o Hamas. Lula destaca a influência dos Estados Unidos sobre Israel e sugere que Biden poderia ter agido para encerrar a guerra.

Crítica à Inação dos EUA: Lula expressa perplexidade com a falta de ação de Biden na guerra e destaca a influência econômica, financeira, militar e política dos EUA sobre Israel.

Apelo ao Diálogo: O presidente brasileiro enfatiza a importância do diálogo, sugerindo que Biden deveria ter se envolvido em negociações para evitar mais mortes e danos.

Veto no Conselho de Segurança: O jornalista James Bays menciona o veto dos EUA à resolução brasileira na ONU e destaca a mudança posterior na postura americana após semanas de conflito.

Demora na Aceitação da Cessação de Fogo: Lula critica a demora dos EUA em aceitar a resolução de cessar-fogo, questionando por que esperaram tantas mortes antes de concordar com um acordo.

Netanyahu e Falta de Sensibilidade: O presidente avalia Benjamin Netanyahu como um “extremista” sem sensibilidade para problemas humanitários, pedindo respeito ao povo palestino.

Oposição em Israel: Apesar das críticas a Netanyahu, Lula reconhece uma oposição forte em Israel, destacando grupos com mais sensibilidade que poderiam trabalhar pela paz no país.

megaloterias
megaloterias