Escolhas

Ex-primeiro-ministro holandês e esposa optam por eutanásia dupla após 70 anos de casamento

Dries van Agt e Eugenie, casados há sete décadas, escolhem morrer juntos em procedimento legal na Holanda

megaloterias
Ex-primeiro-ministro holandês Dries van Agt e sua esposa, Eugenie. Foto: Radboud University
Ex-primeiro-ministro holandês Dries van Agt e sua esposa, Eugenie. Foto: Radboud University

O ex-primeiro-ministro holandês Dries van Agt e sua esposa, Eugenie, faleceram de mãos dadas em um hospital de Nijmegen, na Holanda, após escolherem a eutanásia dupla.

Van Agt, que liderou o país entre 1977 e 1982, enfrentava sequelas de uma hemorragia cerebral em 2019, e Eugenie optou por não viver sem o marido.

O que você precisa saber:

  • Casal, casado por 70 anos, decide por eutanásia dupla na Holanda.
  • Dries van Agt enfrentava sequelas de hemorragia cerebral de 2019.
  • Legislação holandesa permite o procedimento em casos de sofrimento irreversível.

Legislação Holandesa e Casos Registrados: A Holanda legalizou a eutanásia em 2002, permitindo que casais optem pelo procedimento. Contudo, a prática só é aplicada quando a pessoa está em sofrimento insuportável, sem perspectiva de alívio, e expressa o desejo de morrer, certificado por dois médicos. Desde 2022, o governo registrou 116 casos de eutanásias duplas.

Despedida de um Casamento de 70 Anos: Dries e Eugenie, unidos por sete décadas, encerraram suas vidas aos 93 anos, assistidos por médicos em 5 de fevereiro. A opção pela eutanásia dupla destaca a importância da autonomia e da legislação que respalda escolhas pessoais no país.

megaloterias
megaloterias