Azedando

Biden expressa incomodo com Netanyahu em meio a conflito Israel-Palestina

Presidente dos EUA discute desafios na gestão do conflito, revela NBC News

megaloterias
Presidente Joe Biden em West Columbia SC, Estados Unidos em 06 de julho de 2023 [Peter Zay /Agência Anadolu]
Presidente Joe Biden em West Columbia SC, Estados Unidos em 06 de julho de 2023 [Peter Zay /Agência Anadolu]

Segundo a NBC News, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, demonstrou desconforto com a abordagem do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, no conflito em Gaza. A questão foi discutida em conversas privadas, onde Biden teria chamado Netanyahu de ‘asshole’, que em português significa algo como imbecil.

O que você precisa saber:

  • Biden expressou preocupação com a condução do conflito por Netanyahu.
  • Conversas privadas indicam tentativas frustradas de negociação para um cessar-fogo.
  • Israel planeja ataque terrestre em Rafah, no sul de Gaza, apesar da oposição dos EUA.

Negociações e Obstáculos: Em um contexto delicado, Biden teria tentado persuadir Netanyahu a considerar um cessar-fogo na Faixa de Gaza. No entanto, as negociações encontraram resistência, com o líder israelense sendo apontado como o principal obstáculo.

Desafios Humanitários em Rafah: A planejada operação terrestre em Rafah, onde palestinos deslocados estão abrigados, levanta preocupações humanitárias. Biden, em ligação telefônica recente, alertou para a necessidade de um plano crível para proteger os civis na região.

Cenário nas Conversas entre Biden e Netanyahu: A conversa entre os líderes concentrou-se na busca por um acordo entre Israel e o Hamas. O objetivo era a libertação de reféns em Gaza em troca de uma pausa nas operações militares e a soltura de prisioneiros palestinos.

Posicionamento Firme de Biden: Apesar das ressalvas, Biden adotou um tom firme, classificando o ataque militar israelense em Gaza como “excessivo”. Essa postura evidencia a crescente preocupação do presidente com o alto número de mortos no conflito.

Divergências Públicas e Privadas: Enquanto Biden e seu secretário de Estado, Antony Blinken, expressam discordâncias nos bastidores, fontes afirmam que o presidente evita críticas públicas excessivas a Netanyahu, alegando contraproducência.

megaloterias
megaloterias