Atos Golpistas

Família de Moraes sofreu "ameaças de cunho sexual" de bolsonaristas

Ministro do STF e presidente do TSE fala sobre riscos à democracia

megaloterias
Alexandre de Moraes - Foto: Carlos Moura/SCO/STF
Alexandre de Moraes - Foto: Carlos Moura/SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, afirmou em entrevista à revista Veja que reforçou a segurança de familiares após receber diversas ameaças, inclusive de “cunho sexual”.

O que você precisa saber:

  • Ministro Alexandre de Moraes reforçou a segurança de familiares após receber ameaças de bolsonaristas.
  • As ameaças começaram após discurso do ex-presidente Jair Bolsonaro em 7 de setembro de 2021.
  • Moraes afirmou que o sistema eleitoral brasileiro é o melhor do mundo.

Moraes disse que as ameaças começaram após o ex-presidente Jair Bolsonaro inflamar seus seguidores em um discurso na Avenida Paulista, em 7 de setembro de 2021. Na ocasião, o então presidente chamou Moraes de “canalha” e disse que não iria cumprir suas decisões.

O ministro afirmou que as ameaças são feitas por “extremistas, principalmente os milicianos digitais”. “Quase diariamente mandaram ameaças, a maioria para as minhas filhas. Porque, além de tudo, são covardes e misóginos. E sempre ameaças de cunho sexual”, disse.

Moraes também comentou sobre as declarações do ex-presidente Bolsonaro sobre o sistema eleitoral brasileiro. O ministro afirmou que o sistema eleitoral brasileiro é o melhor do mundo e que nunca houve demonstração de uma fraude.

megaloterias
megaloterias