Relacionamentos

Namorar só depois do carnaval? Especialista desmistifica liberdade nos relacionamentos

Segundo Henri Fesa, Médium especialista em relacionamentos, liberdade em um relacionamento não implica na ausência de compromisso

megaloterias
Tem como se preparar para um novo amor (Crédito: Unsplash)
Tem como se preparar para um novo amor (Crédito: Unsplash)

À medida que o Carnaval se aproxima, muitas pessoas com contatinhos estão refletindo sobre o timing ideal para iniciar um novo relacionamento. Isso porque existe uma brincadeira (com um fundo de verdade) sobre aproveitar a festividade beijando e curtindo muito, como se não desse pra fazer quando se está em um relacionamento. Seja antes ou depois da festividade, é importante entendermos que as escolhas devem estar alinhadas com as expectativas e desejos de cada indivíduo, pois é um risco deixar de iniciar um amor verdadeiro por conta do Carnaval.

“A liberdade em um relacionamento não implica na ausência de compromisso, mas sim na habilidade de ser autêntico, manter interesses individuais e espaço pessoal, ao mesmo tempo em que se constrói um vínculo sólido. É crucial compreender que essa liberdade não representa uma ameaça, mas, ao contrário, serve como alicerce. Quando ambos se sentem à vontade para serem genuínos, isso fortalece os laços e fomenta relações saudáveis. Portanto, adiar o início de um namoro apenas porque o Carnaval ainda não passou pode representar um grande risco para o desenvolvimento da vida amorosa”, disse Henri Fesa, Médium especialista em relacionamentos e fundador da Casa de Apoio Espiritual Henri Fesa.

O especialista também salienta que essa ideia de que não se tem liberdade no relacionamento é um tanto nocivo. E nesse contexto do Carnaval, as pessoas podem, sim, esperar o evento passar para iniciar seus relacionamentos, mas é preciso entender que todo casal tem um tempo e um ritmo natural para tudo, e essa espera ou retardamento por esse motivo pode quebrar as expectativas da outra pessoa ou evitar que se viva uma grande história de amor, até porque pessoas comprometidas também se divertem. Na Casa de Apoio Henri Fesa, muitos casais fazem Consulta para saberem o futuro da relação.
 

Para os que optam por aguardar até depois do Carnaval, a ideia que se tem é aproveitar a festividade sem compromissos sérios, focando em aproveitar os momentos e conexões de forma mais leve. A paquera e as amizades podem ser cultivadas durante essa época, e o início de um namoro pode ser adiado para um momento mais propício, se essa for a escolha. “O propósito dessas reflexões é só garantir que a pessoa que decide esperar saiba quais são os riscos, mas se ela está segura da decisão e entende que isso é o melhor pra ela, vai em frente”, finaliza Fesa

megaloterias
megaloterias