Racistas em Cana

Espanhóis são condenados por racismo contra Vinicius Jr.

Primeira sentença por racismo no futebol espanhol resulta em prisão

Três espanhóis condenados por racismo contra Vinicius Jr. recebem pena de oito meses de prisão e proibição de entrar em estádios
Três espanhóis condenados por racismo contra Vinicius Jr. recebem pena de oito meses de prisão e proibição de entrar em estádios

Valencia – Três espanhóis foram condenados a oito meses de prisão por injúrias racistas contra o jogador brasileiro Vinicius Jr.. Esta é a primeira condenação na Espanha por racismo no futebol, ocorrida após a onda de casos contra o jogador do Real Madrid no ano passado.

ESTAMOS NAS REDES

Siga-nos no X

Inscreva-se no no Youtube


O que você precisa saber

  • Condenação Histórica: Três torcedores do Valencia foram sentenciados por injúrias racistas contra Vinicius Jr..
  • Proibição de Estádio: Além da prisão, estão proibidos de entrar em estádios por dois anos.
  • Identificação dos Culpados: Um dos acusados foi identificado por Vinicius Jr., e outros dois pelas câmeras do estádio.
  • Repercussão Global: O caso provocou debates sobre racismo no futebol e mobilizou autoridades espanholas.

Sentença Histórica

Três torcedores espanhóis foram condenados a oito meses de prisão por ofensas racistas contra Vinicius Jr. durante uma partida entre Real Madrid e Valencia em maio do ano passado. Esta é a primeira condenação por racismo no futebol na Espanha.

LEIA TAMBÉM

Proibição de Estádio

Além da pena de prisão, os condenados estão proibidos de entrar em qualquer estádio de futebol na Espanha por dois anos, conforme a sentença judicial.

Identificação dos Agressores

Vinicius Jr. identificou um dos torcedores após a partida, e a polícia localizou os outros dois por meio de câmeras de segurança instaladas no estádio.

Repercussão e Reações

O episódio gerou um grande debate sobre racismo no futebol. O presidente da LaLiga, Javier Tebas, inicialmente criticou Vinicius Jr., mas depois pediu desculpas diante da repercussão global. Autoridades como o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva e o primeiro-ministro espanhol Pedro Sánchez manifestaram solidariedade ao jogador.

Medidas Adicionais

A polícia espanhola deteve outros torcedores envolvidos em incidentes racistas, incluindo aqueles que penduraram um boneco com a camisa de Vinicius Jr. em um viaduto em Madrid.