Participantes de Round 6: O Desafio ameaçam processar a Netflix por ferimentos

Acusam a produção de não ter tomado medidas para protegê-los do frio

megaloterias
Round 6: O Desafio/Netflix/Divulgação
Round 6: O Desafio/Netflix/Divulgação

Dois participantes do reality show Round 6: O Desafio, inspirado na série coreana Round 6, ameaçam processar a Netflix e os produtores da produção por terem sofrido ferimentos durante as gravações.

O que você precisa saber:

  • Dois participantes de Round 6: O Desafio ameaçam processar a Netflix por ferimentos.
  • Os participantes alegam ter sofrido hipotermia e lesões nos nervos do corpo.
  • As gravações aconteceram em regiões frias do Reino Unido.
  • A agência que representa os participantes afirma que eles arriscaram a própria saúde ao ficarem imóveis por muito tempo durante a gravação de uma brincadeira.
  • A Netflix afirma que não recebeu nenhuma ação judicial.

Corpo do texto:

Segundo informações do Deadline, a agência britânica Express Solicitors está representando os competidores que afirmam ter sofrido hipotermia e lesões nos nervos do corpo — e já enviou cartas com as alegações para a Studio Lambert, coprodutora do reality show.

As gravações aconteceram em regiões frias do Reino Unido, o que teria sido um fator importante para os ferimentos que aconteceram logo no episódio piloto, intitulado “Batatinha frita 1, 2, 3”.

A agência afirma que os participantes arriscaram a própria saúde ao terem ficado imóveis por muito tempo durante a gravação da brincadeira, na qual eles só podiam se mexer quando era dado um sinal.

“Os competidores pensaram que estavam participando de algo divertido, e quem saiu ferido não esperava por isso. Agora eles ficaram com lesões depois de passarem muito tempo imóveis em posições dolorosas e estressantes em temperaturas frias”, concluiu Daniel Slade, CEO da Express Solicitors.

O site também reporta que um porta-voz de Round 6: O Desafio afirmou que, até o momento, não foi dada a entrada de nenhum processo contra a produção. “Nenhuma ação judicial veio de nenhum participantes. Levamos muito a sério o bem-estar dos nossos competidores”, afirmou.

Vale lembrar que, durante as gravações em fevereiro deste ano, a própria Netflix tinha reportado que três participantes precisaram de atendimento médico durante as gravações.

megaloterias
megaloterias