Chegou o Dia

Rock in Rio 2024: Vendas para o Rock in Rio Card começam hoje, às 19h, exclusivamente na Ticketmaster

Festival já anunciou grandes artistas em seu line-up como Ed Sheeran, Imagine Dragons, NE-YO, Joss Stone, Angelique Kidjo, Ivete Sangalo, Ludmilla, Lulu Santos, Jão, Gloria Groove e Os Paralamas do Sucesso

megaloterias
Rock in Rio 2024: Vendas para o Rock in Rio Card começam hoje, às 19h, exclusivamente na Ticketmaster
Rock in Rio

Rio de Janeiro, 07 de dezembro de 2023: A espera acabou! A edição comemorativa dos 40 anos do maior festival de música e entretenimento do mundo, o Rock in Rio, está prestes a começar. A partir das 19h de hoje o público já vai poder garantir um lugar na Cidade do Rock em 2024, naquela que será uma edição que entrará para a história. A venda do Rock in Rio Card, que equivale a um ingresso antecipado e garante a entrada ao evento antes mesmo da confirmação de todas as bandas e atrações, será realizada exclusivamente pela plataforma da Ticketmaster Brasil. Para 2024, a organização já divulgou nomes do line-up, como Ed Sheeran, Imagine Dragons, NE-YO, Joss Stone, Angelique Kidjo, Ivete Sangalo, Ludmilla, Lulu Santos, Jão, Gloria Groove e Os Paralamas do Sucesso. O Rock in Rio está marcado para os dias 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2024, na Cidade do Rock, localizada no Parque Olímpico do Rio de Janeiro.    

Já aquecendo o público para este momento, o Rock in Rio preparou uma live especial em seu perfil oficial do TikTok, a “Eu Vou Live Show”, para que os fãs já comecem a entrar no clima da abertura das vendas. Comandada pelos influenciadores digitais, Nah Cardoso e Duh Marinho, a live começará às 18h desta quinta-feira e receberá convidados especiais como Amin Khader, que foi produtor nas primeiras edições do festival, além de Zé Ricardo, vice-presidente Artístico da Rock World, Ana Deccache, diretora de Marketing da Rock World, e Ana Biavaschi, diretora de Rock Creators da Rock World, empresa que criou, organiza e produz o Rock in Rio e o The Town, que trarão diversas histórias, curiosidades e novidades relacionadas ao Rock in Rio, além de relembrarem momentos icônicos de todas as edições do maior festival de música e entretenimento do mundo. Para além disso, a live também vai trazer quiz, novidades de 2024 e ainda surpresas para aqueles que estiverem acompanhando em tempo real.  

O resultado do challenge #MeuEncontroRockinRio também será anunciado ao vivo, direto do escritório do Rock in Rio, mostrando os bastidores de um dia super agitado e importante para o festival. Os autores dos vinte vídeos com as melhores histórias, selecionadas pela equipe Rock in Rio, vão poder escolher um dia do festival para aproveitar com mais quatro acompanhantes. 

A organização relembra que, na edição de 2022, os Rock in Rio Cards esgotaram em apenas 1h28 e o volume de acessos simultâneos ultrapassou a casa de 800 mil usuários únicos para a compra o ingresso. Isso significou que se o festival tivesse aberto a venda oficial de ingressos naquele dia, teria público para encher duas edições inteiras de Rock in Rio, considerando que a média de vendas por pessoas é de 2 ingressos. Por conta disso, a recomendação é que os fãs já comecem a se organizar antecipando o cadastro na Ticketmaster para que tudo esteja preparado na hora da tão aguardada venda dos ingressos. 

Ingressos Rock in Rio Card para o público em geral serão vendidos exclusivamente pela Ticketmaster Brasil hoje, às 19h 

A venda de ingressos para o Rock in Rio acontecerá exclusivamente online por meio da Ticketmaster Brasil e ela começa com o Rock in Rio Card, ingresso sem data pré-definida que garante seu lugar no festival antes mesmo de todas as atrações anunciadas, hoje, 7 de dezembro às 19h. E, assim como para o Rock in Rio 2022 e o The Town 2023, o ingresso será totalmente digital. A organização convoca os fãs a já se cadastrarem na plataforma da Ticketmaster Brasil, visando facilitar o momento da compra do Rock in Rio Card. 

E quem quiser garantir um lugar na Cidade do Rock em 2024 precisa se planejar. Na edição de 2022, quando o mundo saía de um longo período de pandemia e ansiava pelo retorno da vida ao vivo, a venda do Card foi encerrada em tempo recorde, em apenas 1h28, quando os 200 mil ingressos disponíveis se esgotaram. Na época, o volume de acessos à plataforma de vendas foi de mais de 1 milhão de usuários únicos simultâneos em mais de um momento e ao final da venda o público na fila estava em mais de 800 mil únicos. Isso significa que se o festival tivesse aberto a venda oficial de ingressos naquela data, teria público para encher quase 3 edições inteiras de Rock in Rio, considerando que a média de vendas por pessoa é de 2 ingressos. 

Para a edição do Rock in Rio Brasil 2024, o valor do Rock in Rio Card será R$ 755 (inteira) e R$ 377,50 (meia-entrada) e não há cobrança de taxa de serviço. O pagamento pode ser feito por PIX ou cartão de crédito e o valor parcelado em até seis vezes. Clientes que efetuarem o pagamento com os cartões de crédito Itaú, Credicard e Iti têm 15% de desconto na compra de ingressos, por R$ 641,75 (não cumulativos com a meia-entrada) e poderão parcelar sua compra em até oito vezes sem juros. 

O limite de compra do público em geral é de até 4 (quatro) ingressos por CPF, sendo uma meia-entrada, com exceção para meia-entrada para pessoas portadoras de necessidade especial, que têm direito a comprar outra meia-entrada também para seu acompanhante. Os clientes que adquirirem ingressos nesta modalidade terão que informar no próprio site todas as informações referentes ao documento que comprove tal condição, para posterior validação, assim como será necessário apresentá-lo no acesso à Cidade do Rock, no dia do evento.   

O ingresso de meia-entrada é garantido por lei para estudantes, menores de 21 anos, maiores de 60 anos, deficientes e seu acompanhante, profissionais e professores da rede de ensino do Rio de Janeiro e jovens de baixa renda. 

Rock in Rio inaugura instalação artística de LED na Lagoa Rodrigo de Freitas que traz novidades do festival e celebra a chegada de 2024 

Para marcar a contagem regressiva, o festival inaugurou uma nova atração na cidade: uma grande instalação artística de LED, com 8m de altura, na Lagoa Rodrigo de Freitas — próximo ao Parque dos Patins. A arte é um presente para a cidade e para todos os cariocas, moradores e turistas que visitam a cidade neste fim de ano e passeiam pelo cartão postal que é a Lagoa. “Sou um apaixonado pelo Rio de Janeiro e pela sua beleza natural e me dá muita alegria inaugurar essa arte que ficará por mais de um mês em um cartão postal tão emblemático dessa cidade”, conta Roberto Medina, presidente da Rock World. 

Rock in Rio celebra 40 anos de história com Exposição, Livro e ainda um novo Musical para 2024 

No próximo ano, o Rock in Rio vai celebrar quatro décadas de grandes encontros: entre artistas, a Cidade do Rock e seus fãs, entre amigos, famílias, ritmos e gêneros musicais. E para 2024, o público pode começar sua contagem regressiva não apenas para a Cidade do Rock, mas para dias de festa ao longo do ano. A primeira delas acontece na virada do ano, em um dos principais réveillons do mundo, o de Copacabana, quando o Rock in Rio será homenageado nesta grande festa. O público que estiver na praia de Copacabana, ou assistindo pela televisão, poderá acompanhar uma apresentação digna de celebração de 40 anos, com show de drones, apresentação de orquestras e muito mais.  

O festival também prepara uma exposição interativa e imersiva contando seus 40 anos, além da publicação de um table book e um novo musical inspirado em toda sua trajetória. Se o Rock in Rio de 2022 ganhou o espetáculo Uirapuru e o The Town abrigou o “The Town, O Musical”, na edição que celebra os 40 anos do festival não será diferente. Uma nova produção Rock in Rio Originals, trará o evento e o Rio de Janeiro como narrativa. Com criação de Roberto Medina, direção musical de Zé Ricardo, roteiro e direção artística de Charles Möeller, este projeto ganhará vida dentro e fora da Cidade do Rock.  

Na Cidade do Rock, a organização anuncia novidades para a celebração de 40 anos 

No ano da celebração dos 40 anos do Rock in Rio, quem também virá em maior tamanho será o Palco Sunset. Pela primeira vez na história do festival, o palco dos grandes encontros, queridinho do público e da crítica, terá a mesma boca de cena que o gigante Palco Mundo, reforçando toda a sua potência e igualdade. 

Já o Palco Mundo, com uma megaestrutura de 104m de frente e 30m de altura, para 2024 receberá novidades na cenografia. Várias surpresas prometem encantar e gerar uma conexão com o público, além de oportunidades de selfies, com um visual dinâmico que trará ainda mais beleza para a Cidade do Rock. 

A Cidade do Rock também contará com uma nova área, que vai surpreender o público: o Global Village. Este novo espaço de entretenimento é uma expressão tangível do compromisso contínuo do festival com a paz e por um mundo melhor, ressaltando a diversidade, a música global e a multiplicidade cultural. A nova área, que deve ocupar 7.500 m2 da Cidade do Rock, vai proporcionar uma experiência imersiva totalmente inédita no festival, contando com uma robusta cenografia inspirada em ícones arquitetônicos de todo o mundo — onde as pessoas poderão andar por uma longa via, entrar em lojas e experimentar as riquezas gastronômicas de diversos países.   

Sobre o Rock in Rio 

1984 marca o início das preparações para a primeira edição do evento idealizado por Roberto Medina e que hoje, 40 anos depois, é considerado o maior festival de música e entretenimento do mundo – o Rock in Rio. A história do evento se entrelaça com a do entretenimento no Brasil, sendo responsável por colocar o país na rota dos eventos internacionais, já que pela primeira vez, um país da América do Sul sediou um evento musical dessa magnitude. Em uma área de 250 mil m2, em Jacarepaguá, durante dez dias, 1 milhão e 380 mil pessoas foram iluminadas pela primeira vez e começaram a fazer parte do grande espetáculo. No palco — o maior do mundo na época, com 80m de boca de cena — 15 atrações nacionais e 16 internacionais. Originalmente organizado no Rio de Janeiro, o festival ganhou o mundo chegando a Lisboa (Portugal), onde é realizado até hoje, passando por Madrid (Espanha) e Las Vegas (USA). 

Desde a primeira edição, já gerou 265 mil empregos diretos e indiretos e, apenas na última, em 2022, um impacto econômico de mais de 2 bilhões na cidade do Rio de Janeiro. Também no ano passado, o Rock in Rio foi considerado patrimônio cultural imaterial do estado do Rio de Janeiro. Pelas Cidades do Rock, desde 1985, já passaram mais de 11.2 milhões de visitantes, que assistiram a 3.816 artistas em 130 dias de magia. Dentre os números gigantes do festival, mais de 64 milhões de pessoas alcançadas nas redes sociais apenas em 2022 e mais de 12 milhões de fãs online.  

Gerando impactos positivos nos países onde é realizado e consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento com o propósito de construir um mundo melhor para pessoas mais felizes, confiantes e empáticas num planeta mais saudável. Adotando e incentivando práticas que apoiam o coletivo, se une a empresas que possuem este mesmo olhar e diretriz. O festival investiu, junto com seus parceiros, mais de R$ 110 milhões em diferentes projetos, passando por temas como sustentabilidade, educação, música, florestas, entre outros. Apenas na Amazônia, 73 milhões de árvores foram plantadas. A marca foi pioneira em ter a certificação ISO 20121 — Eventos Sustentáveis e, em 2022, começou a trabalhar ambiciosas metas para 2030, alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).  

O ano de 2024 será de muitas comemorações para o Rock in Rio. O ano em que tudo começou, 40 anos depois, dá início às celebrações. E a festa brasileira já está marcada: 13, 14, 15, 19, 20, 21 e 22 de setembro de 2024, no Parque Olímpico, Rio de Janeiro; e a lisboeta também: 15, 16, 22 e 23 de junho de 2024, no Parque Tejo. Das 22 edições anteriores, nove ocorreram no Brasil (1985, 1991, 2001, 2011, 2013, 2015, 2017, 2019 e 2022), nove em Portugal (2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014, 2016, 2018 e 2022), três na Espanha (2008, 2010 e 2012) e uma nos Estados Unidos (2015).

megaloterias
megaloterias