Programe-se

Museu do Amanhã apresenta programação do Novembro Negro 

Mês da Consciência Negra vai trazer debates abertos ao público e atividade na Horta do Amanhã

megaloterias
Museu do Amanhã
Museu do Amanhã , no Rio de Janeiro

O Museu do Amanhã preparou uma série de iniciativas para marcar a importância e o simbolismo do Dia da Consciência Negra no Rio de Janeiro. Denominada Novembro Negro, a programação propõe atividades que incluem a última edição do ano de “Encontros para o Amanhã” e uma oficina sobre o poder ancestral das ervas na Horta do Amanhã. 

A instituição promove, no dia 9, a última edição do ano de “Encontros para o Amanhã”. Desta vez, o seminário terá como tema “Ficções à Brasileira” e vai reunir a poeta e atriz Elisa Lucinda e a empreendedora social Sil Bahia, com mediação da poeta e tradutora Stephanie Borges. O ponto de partida para esse encontro é a exposição “Sai-Fai: ficção científica à brasileira”, em cartaz no Laboratório de Atividades do Amanhã (LAA) do Museu do Amanhã. No dia do evento, a mostra ficará aberta para visitação excepcionalmente até às 19h. Para participar, é necessário retirar o ingresso no site da Sympla. A programação conta com o apoio da Embaixada da França no Brasil. 

A Horta do Amanhã é o local escolhido para a atividade com a Mãe Celina de Xangô no dia 26 de novembro. Sob o tema “Cuidado Ancestral: O Poder das Ervas”, a ialorixá, com 30 anos de iniciação no Candomblé, vai ensinar sobre as propriedades das ervas, o uso em banhos e outras receitas, além de também relatos de experiências e vivências únicas da palestrante, possibilitando uma experiência de autocuidado, aprendizado e vivência de terreiro para os participantes. 

Museu do Amanhã recebe expedição Darwin200

Também em novembro, o Museu do Amanhã vai trazer para o Rio o projeto Darwin200. Com a missão de transformar positivamente o mundo, a iniciativa é baseada na jornada histórica de Charles Darwin a bordo do barco HMS Beagle, que ocorreu há duzentos anos.

Uma expedição global é o ponto de partida do projeto Darwin200, que desembarca no Museu do Amanhã dia 3 de novembro. Inspirada pelo trabalho de Darwin, a iniciativa reúne líderes engajados em projetos ambientais que embarcam em cada um dos portos pelos quais Darwin passou e fazem do navio um laboratório para suas pesquisas. De 4 a 15 de novembro, o barco Darwin200 estará atracado no píer ao lado do Museu do Amanhã e funcionará como um lugar de estudo itinerante para esse grupo.

Além disso, os líderes que estiverem a bordo do Oosterschelde, terão uma agenda de atividades exclusivas para os participantes do projeto que inclui visitas de campo a projetos e iniciativas de conservação da biodiversidade no Rio de Janeiro, atividades on-line gratuitas como palestras, experimentos e eventos semanais.  No dia 11 de novembro, Sarah Darwin, tataraneta do naturalista, participa de uma roda de conversa sobre a relevância do legado de Charles Darwin e os desafios atuais, Stewart McPherson revela a jornada da expedição Darwin200 pelo Brasil e jovens brasileiros contam sobre suas iniciativas relativas à conservação, no auditório do museu.

Sobre Darwin200 – Roda de conversa com Sarah Darwin, Stewart McPherson e Líderes Darwin

Data: 11 de novembro

Horário: 18h

Local: Auditório Museu do Amanhã

Ingresso: site Museu do Amanhã 

Confira abaixo a programação completa de novembro no Museu do Amanhã

Novembro Negro:

Encontros para o Amanhã – Ficções à Brasileira

Data: 9/11/2023

Local: Auditório do Museu do Amanhã

Horário: 19h

O ingresso é gratuito e deve ser retirado pelo site da Sympla.

Mãe Celina na Horta do Amanhã

Data: 26/11

Local: Horta do Amanhã  

Horário: 15h às 16h30

Ingresso: Realizar o credenciamento no mesmo dia, de 14 às 14h30 no próprio Museu

megaloterias
megaloterias