Sensato

João Pacífico nega ser bilionário mas aprova taxação de super ricos

Ex-CEO do Grupo Gaia defende tributação dos mais ricos

megaloterias
João Paulo Pacífico, fundador do Grupo Gaia, é o único brasileiro entre os “super-ricos” que defendem taxação sobre suas fortunas. Foto: Divulgação
João Paulo Pacífico, fundador do Grupo Gaia, é o único brasileiro entre os “super-ricos” que defendem taxação sobre suas fortunas. Foto: Divulgação

João Pacífico, CEO do Grupo Gaia, negou neste sábado (20) ser bilionário, como foi apontado por alguns veículos de imprensa, incluindo o DC. No vídeo, ele também defendeu a tributação dos mais ricos.

O que você precisa saber:

  • João Pacífico nega ser bilionário.
  • O empresário defende a tributação dos mais ricos.

No vídeo, Pacífico começou dizendo que “estão rolando muitas notícias falsas” sobre sua fortuna. “Alguns jornalistas fizeram boas apurações, mas outros veículos espalharam a fake news de que eu teria não sei quantos bilhões. Isso não tem o menor cabimento. Eu defendo que as pessoas limitem o seu patrimônio”, afirmou.

Ele, então, explicou que para não acumular capital decidiu, em 2022, por vender uma empresa que fundou anteriormente. “Abri mão de muitos milhões de reais, que estão indo para um fundo patrimonial de impacto e o lucro vai para uma ONG de educação”, disse.

Pacífico também defendeu a tributação dos mais ricos. “Para reduzirmos a desigualdade, precisamos que as pessoas que têm mais paguem mais impostos. E quem tiver mais consciência, que doe. Pessoas que só pensam em acumular são egoístas. E aqueles que dizem que, se forem tributados, vão sair do Brasil, são chantagistas”, concluiu ele.

Esta notícia foi atualizada em 24 de janeiro de 2024 para corrigir as informações publicadas inicialmente de forma errônea pelo DC.

megaloterias
megaloterias