Arte

“R[EXISTÊNCIA]” leva arte periférica para a Barra da Tijuca

Fotografia, artes plásticas, pintura, escultura, poesia e DJs marcam presença no evento que acontece no sábado (15), no CROP Studio

Exposição “R[EXISTÊNCIA]” leva arte periférica para a Barra da Tijuca
Divulgação

Em sua 2ª edição, a exposição “R[EXISTÊNCIA]” transforma a resistência em arte, utilizando-a como inspiração em diversas linguagens que se atravessam em cada ato, grande ou pequeno. Reunindo mais de 30 artistas periféricos, o objetivo é trazer visibilidade às novas faces que fazem acontecer a arte brasileira, além de criar oportunidades para interação e troca de experiências entre os artistas e o público. O evento será realizado no sábado (15), das 16h às 21h, no CROP Studio. O ingresso vale R$15 e parte deste valor será destinado ao projeto social Borel Art.

ESTAMOS NAS REDES

Siga-nos no X

Inscreva-se no no Youtube

A partir desta exposição, o idealizador do projeto Ton Valentim deseja possibilitar a interação entre diversas bolhas, promovendo o encontro de realidades e vivências diferentes. “Esse projeto é justamente sobre trazer novidades, juntar artistas em diferentes estágios de suas carreiras, seja o que está começando, o que está no caminho e o que já tem algo mais consolidado, e misturar tudo isso com o público da periferia e o público da Barra”, ressalta.

“R[EXISTÊNCIA]” se torna um espaço onde inúmeros artistas, seja fotografia, artes plásticas, pintura, escultura, poesia e DJs – podem se expressar e se comunicar com públicos diversos, independentemente de onde moram. Ton Valentim destaca que, apesar da exposição ocorrer na Barra, o local é acessível. “Queremos que todos possam participar, portanto o espaço é bem localizado, próximo ao metrô”, garante.

A seleção dos mais de 30 artistas, majoritariamente pretos e periféricos, foi um processo cuidadoso. “A gente quis trazer diversidade e a ideia é misturar diferentes grupos e contextos, então a gente fez essa curadoria baseada nisso”, explica. Utilizando a arte como ferramenta de resistência e transformação social, a expectativa para esta segunda edição é de recomeço e experimentação. “É um recomeço para darmos continuidade ao projeto,” destaca Ton.

LEIA TAMBÉM

“R[EXISTÊNCIA]” exibe a luta constante de pessoas negras através de expressões artísticas. “Para o povo preto, resistência é uma constante, presente no corpo, no sistema, na vida. Resistir não é apenas uma ação, é uma atitude, uma declaração da vontade humana de superar obstáculos e seguir em frente. Resistir para existir”, Ton reflete.

A exposição é uma iniciativa do Estúdio Trama, Coletivo Enegrecer e da Galeria Marcia Martins, com produção e curadoria dos artistas visuais Ton Valentim e Thiago Nunes, curadoria de Erika Pedraza, produção de Lua Maria e conta com o apoio do CROP Studio.

SERVIÇO

Data: 15 de junho (sexta-feira)

Horário: das 16h até 21h

Local: CROP Studio (Box 68, dentro do complexo Freeway)

Endereço: Av. das Américas, 2000 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro

Valor do ingresso: R$15