Crime Organizado

'Ariela, a Loirinha do Tráfico' é executada após trocar PCC pelo Comando Vermelho

Karina Regiane de Assis Mauricio foi vítima de um ataque a tiros em plena luz do dia, levantando suspeitas de uma disputa entre facções

megaloterias
Karina Regiane de Assis Mauricio, mais conhecida como “Ariela, a Loirinha do Tráfico”. Foto: reprodução
Karina Regiane de Assis Mauricio, mais conhecida como “Ariela, a Loirinha do Tráfico”. Foto: reprodução

No tranquilo município de Ariquemes, interior de Rondônia, o dia foi marcado por um assassinato chocante. Karina Regiane de Assis Mauricio, conhecida como “Ariela, a Loirinha do Tráfico”, foi alvejada com 13 tiros por dois homens em uma motocicleta, indicando possíveis ligações com uma disputa entre facções criminosas. O crime, ocorrido às 14h, está sob investigação das autoridades locais.

O que você precisa saber:

  • Karina, recém-chegada à cidade, foi assassinada com 13 tiros em plena luz do dia.
  • Possível motivação: disputa entre facções criminosas, conforme indicado por vídeo anterior de Karina expressando intenção de mudar de grupo.

Disputa entre Facções: Um Vídeo Revelador: Um vídeo compartilhado nas redes sociais, gravado no final do ano passado, mostra Karina manifestando sua intenção de deixar o Primeiro Comando da Capital (PCC) para se unir ao Comando Vermelho (CV), apontando para possíveis conexões com a motivação do crime.

Investigação em Andamento: A polícia local está empenhada em desvendar as circunstâncias do assassinato, buscando informações cruciais para identificar e capturar os responsáveis pelo brutal ataque.

megaloterias
megaloterias