Investigado

Taxista é indiciado após morte de motoboy em Vila Isabel

Motorista vai responder por homicídio por dolo eventual, quando se assume o risco de causar a morte

Foto: Reprodução / Redes Sociais
Foto: Reprodução / Redes Sociais

A Polícia Civil concluiu o inquérito sobre o falecimento de Alan Rodrigues Sales, 22 anos, motoboy que perdeu a vida em Vila Isabel, na Zona Norte do Rio de Janeiro. Eduardo Henry Nogueira Gripp, o taxista envolvido no incidente, será acusado de homicídio por dolo eventual, situação em que se assume o risco de causar a morte.

Segundo o delegado Leandro Gontijo, da 20ª DP (Vila Isabel), o processo investigativo incluiu a análise de imagens, laudos periciais complexos, diligências extensas e depoimentos, todos apontando que Eduardo Gripp assumiu o risco ao colidir com a moto de Alan. O relatório foi encaminhado ao Ministério Público do Rio de Janeiro para avaliação de denúncia. Até então, o taxista permanece em liberdade.

LEIA TAMBÉM

A briga teve início na noite de 31 de março, quando Alan esbarrou sua mochila no retrovisor do táxi de Eduardo, desencadeando uma perseguição. Em seu depoimento, Eduardo explicou que buscava resolver o dano ao retrovisor, mas após a colisão com a moto de Alan, fugiu do local sem prestar socorro, alegando temer retaliações de outros motociclistas.

Assista ao vídeo do momento da perseguição

Eduardo Gripp negou qualquer intenção de prejudicar Alan e apresentou imagens do momento do impacto como prova. A família de Alan acredita que o ato foi premeditado.

Depoimento do taxista

Em seu depoimento à Polícia Civil, Eduardo relatou que Alan esbarrou no seu táxi e que ele decidiu seguir o motociclista para resolver o incidente. O taxista afirmou que Alan diminuiu a velocidade antes da Rua Emília Sampaio, mas acelerou novamente na Rua Teodoro da Silva, atravessando a pista para a direita. O motorista disse que tentou frear ao perceber a redução brusca da velocidade da moto, mas acabou colidindo com Alan, que caiu e bateu em um poste, resultando na sua morte.

Imagens registradas de dentro do táxi mostram Alan indicando que iria parar antes da colisão. O vídeo também captura a fuga de Eduardo do local do acidente.

ESTAMOS NAS REDES

Inscreva-se no no Youtube

Siga-nos no X

Siga no Instagram