Liberdade

Lula celebra libertação de Julian Assange nas redes sociais

Fundador do WikiLeaks deixa prisão no Reino Unido rumo à Austrália

Lula e Julian Assange - Foto: Reprodução
Lula e Julian Assange - Foto: Reprodução

Brasília – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) comemorou nesta terça-feira (25) a libertação do jornalista Julian Assange, fundador do WikiLeaks, que deixou a prisão no Reino Unido e está a caminho da Austrália.

O que você precisa saber:

  • Libertação: Julian Assange deixa a prisão no Reino Unido.
  • Reação de Lula: Presidente celebra a liberdade de Assange nas redes sociais.
  • Acordo legal: Assange concorda em se declarar culpado nos EUA.
  • Destino: Assange retorna à Austrália, seu país natal.

Declaração de Lula

O presidente Lula utilizou as redes sociais para expressar sua satisfação com a libertação de Julian Assange. “O mundo está um pouco melhor e menos injusto hoje. Julian Assange está livre depois de 1.901 dias preso”, escreveu Lula, ressaltando a importância da liberdade de imprensa.

Segundo a agência AFP, Assange concordou em se declarar culpado nos Estados Unidos por revelar segredos militares, em troca de sua liberdade. Ele estava detido há mais de cinco anos na capital do Reino Unido e agora seguirá para um tribunal nas Ilhas Marianas do Norte, território dos EUA.

Comunicado do WikiLeaks

O WikiLeaks divulgou um comunicado confirmando a libertação de Assange. Ele deixou a prisão de segurança máxima de Belmarsh e foi libertado no aeroporto de Stansted, de onde partiu para a Austrália. A organização destacou o apoio global e as negociações com o Departamento de Justiça dos EUA que levaram ao acordo.


LEIA TAMBÉM

Reencontro com a Família

Após anos em isolamento, Assange se reunirá com sua esposa Stella Assange e seus filhos. O WikiLeaks agradeceu a todos que apoiaram a campanha pela libertação de Assange, enfatizando seu compromisso com a liberdade de imprensa.