Fecomércio RJ apoia implementação do Tax Free na Câmara

Medida visa estimular compras no Brasil, afirma Fecomércio RJ em audiência na Câmara dos Deputados.

Audiência na Câmara dos Deputados discute implementação do Tax Free no Brasil. Foto: Reprodução
Audiência na Câmara dos Deputados discute implementação do Tax Free no Brasil. Foto: Reprodução

BRASÍLIA – A Fecomércio RJ, em parceria com a CNC, defendeu a implementação do Tax Free no Brasil durante audiência pública na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (18/06). A proposta foi apresentada à Frente Parlamentar do Empreendedorismo e aos deputados do Grupo de Trabalho da Reforma Tributária.

ESTAMOS NAS REDES

Inscreva-se no no Youtube

Siga-nos no X

Siga no Instagram


O que você precisa saber

  • Fecomércio RJ e CNC defendem Tax Free em audiência na Câmara.
  • Otavio Leite apresentou dados e pesquisa destacando benefícios da medida.
  • Proposta visa estimular compras de turistas no Brasil.

Apresentação de Dados e Pesquisa

O consultor da presidência da Fecomércio RJ, Otavio Leite, destacou durante a audiência pública que a implementação do Tax Free pode gerar um grande estímulo para que turistas realizem compras no Brasil. A defesa da medida foi embasada por dados técnicos e uma pesquisa realizada especificamente com turistas, mostrando o potencial aumento nas vendas do comércio local.

Prioridade para a Fecomércio RJ

A implementação do Tax Free é uma prioridade para o presidente da Fecomércio RJ, Antonio Florencio de Queiroz Junior, devido ao potencial de gerar divisas para o país através do aumento das vendas. A medida é vista como uma forma de equiparar os produtos adquiridos por turistas às exportações, beneficiando o comércio e a economia brasileira.

LEIA TAMBÉM

Sugestão de Texto para Equiparação à Exportação

Durante a audiência pública, foi apresentada uma sugestão de texto para promover a equiparação dos produtos adquiridos por turistas à exportação. A medida visa isentar os turistas do pagamento de impostos sobre produtos adquiridos no Brasil, tornando o país mais competitivo como destino de compras.