Incoerente

Bolsonaro fala em "voltar" em 2026, apesar de inelegível até 2030

Ex-presidente discursa em Belém e diz que para chegar em 2026 é preciso "passar por 2024"

Bolsonaro discursa em cima de caminhão de som durante evento em Belém
Bolsonaro discursa em cima de caminhão de som durante evento em Belém

Belém – O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), inelegível até 2030 depois de ter sido condenado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), disse em Belém neste domingo (30) que “vamos vencer e voltar àquele período que experimentamos há pouco, de paz e de prosperidade”.

O que aconteceu

  • Bolsonaro participou do lançamento da pré-candidatura do deputado federal Delegado Éder Mauro (PL-PA) à prefeitura de Belém
  • Ele afirmou que para chegar em 2026 é preciso “passar por 2024” e vencer as eleições municipais
  • Bolsonaro também disse que seu governo “mostrou ao mundo” as riquezas do Brasil e do Pará

Inelegibilidade e investigações

Condenado pelo TSE e tornado inelegível em dois processos, por mentiras e ataques ao sistema eleitoral e por abuso de poder e campanha com dinheiro público, Bolsonaro também entrou na mira da Polícia Federal em diferentes inquéritos.Segundo ele, “não foram vocês que me tiraram de lá. Foi o sistema. Mas nós vamos vencer o sistema”.


LEIA TAMBÉM

Críticas ao governo Lula

Sem citar o nome do presidente Lula (PT), Bolsonaro disse que o atual mandatário é “um presidente sem povo” e que “nem o nordestino engole este cara”. Também afirmou que os ministros de Lula são “incompetentes ou ficha suja”.