Reforma de São Januário

Câmara do Rio aprova reforma de São Januário e obras no entorno

Projeto que prevê melhorias no estádio e na infraestrutura local segue para sanção do prefeito Eduardo Paes.

Vereadores aprovam projeto de modernização do estádio de São Januário
Vereadores aprovam projeto de modernização do estádio de São Januário

RIO DE JANEIRO – A Câmara do Rio aprovou em definitivo o PLC 142/2023, que autoriza a reforma de São Januário e obras de infraestrutura no entorno do estádio. Modificado por 67 emendas dos parlamentares, o texto segue para redação final antes de ir para sanção do prefeito Eduardo Paes. A votação contou com a presença do presidente do Vasco da Gama, Pedro Paulo de Oliveira, o ex-jogador Pedrinho, membros da diretoria do clube e torcedores nas galerias.

ESTAMOS NAS REDES

Inscreva-se no no Youtube

Siga-nos no X

Siga no Instagram


O que você precisa saber

  • Câmara aprova reforma de São Januário e obras no entorno.
  • Projeto inclui 67 emendas e segue para sanção do prefeito Eduardo Paes.
  • Pedro Paulo de Oliveira e Pedrinho acompanharam a votação.

Recursos e Contrapartidas

Entre as emendas aprovadas, uma destina 6% do valor arrecadado com a operação para melhorias no entorno do estádio. Outra determina que R$ 150 de cada metro quadrado negociado seja direcionado a um fundo de mobilidade para melhorias no trânsito dos bairros receptores.

Carlo Caiado (PSD), presidente da Câmara do Rio, destacou a importância do projeto para a cidade e o alcance social das contrapartidas. “Esse projeto é muito importante para a cidade, especialmente para o entorno de São Januário, com um grande alcance social”, afirmou.

Átila Nunes (PSD), líder do governo no parlamento, enfatizou o diálogo com o clube e a sociedade para a criação das emendas. “Após muitas discussões, o projeto atenderá as necessidades para a reforma do estádio e garantirá melhorias para o entorno”, disse.

Participação e Histórico

Alexandre Isquierdo (União) ressaltou o engajamento da Casa em ouvir a população e a comunidade. “Realizamos três audiências públicas e discutimos mais de 80 emendas com técnicos da prefeitura”, contou.

O projeto, de autoria do Poder Executivo, institui a Operação Urbana Consorciada – OUC Estádio de São Januário, que envolve intervenções coordenadas pelo Executivo Municipal, o Vasco da Gama, associados, moradores do entorno e investidores privados.

Melhora no Fluxo de Caixa

Uma emenda do vereador Pedro Duarte (Novo) aumentou de 10% para 20% o valor total dos direitos da operação que poderão ser usados para a implementação do estádio, facilitando a venda do potencial construtivo.

LEIA TAMBÉM

Homenagem ao Vasco

O vereador Edson Santos (PT) recordou a contribuição histórica do Vasco ao esporte. “O Vasco foi pioneiro na inclusão de negros no futebol, o que enriqueceu o esporte no Brasil”, afirmou.

Luiz Ramos Filho (PSD) destacou a inovação do Vasco ao convocar o urbanista Sérgio Dias para desenvolver um projeto sustentável para o estádio.

Vetos Derrubados

A Câmara também rejeitou quatro vetos do Executivo a projetos de lei durante a sessão:

  • Atendimento especializado para pessoas com TEA em concursos públicos.
  • Funcionários treinados para lidar com crises de TEA em locais de grande fluxo.
  • Declaração de Patrimônio Cultural para a Ala dos Compositores da Mangueira.
  • Declaração de Patrimônio Cultural para a Procissão de Santa Sara Kali em Guaratiba.