Favorito no BC

Gabriel Galípolo é favorito para presidência do Banco Central

Lula ainda não decidiu oficialmente substituto de Campos Neto

Gabriel Galípolo, atual diretor de Política Monetária do BC – Foto: Reprodução
Gabriel Galípolo, atual diretor de Política Monetária do BC – Foto: Reprodução

BrasíliaGabriel Galípolo, atual diretor de Política Monetária, continua sendo o principal nome para assumir a presidência do Banco Central, apesar de seu recente voto no Copom contrariar os interesses do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre a queda dos juros.

O que você precisa saber:

  • Favoritismo: Gabriel Galípolo é o principal nome para assumir o Banco Central.
  • Indecisão: Lula ainda não oficializou a substituição de Roberto Campos Neto.
  • Perfil: Lula busca alguém “maduro” e “calejado” para o cargo.
  • Histórico: Galípolo tem relação próxima com Lula e experiência no governo.

Favoritismo de Gabriel Galípolo

Gabriel Galípolo, diretor de Política Monetária, é o favorito para substituir Roberto Campos Neto como presidente do Banco Central. Apesar de seu voto recente no Copom, que contrariou os interesses do governo sobre a queda dos juros, Galípolo mantém-se como o principal candidato.

Indecisão de Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda não tomou uma decisão oficial sobre quem substituirá Roberto Campos Neto, cujo mandato termina em 31 de dezembro. A especulação aumentou após Lula afirmar que escolheria alguém “maduro” e “calejado” para o cargo, sem ceder às pressões do mercado financeiro.


LEIA TAMBÉM

Relação Próxima com Lula

Gabriel Galípolo, de 42 anos, foi conselheiro de Lula durante a campanha presidencial de 2022 e trabalhou como número dois do ministro Fernando Haddad na Fazenda. Desde que deixou o cargo de secretário-executivo e assumiu a diretoria no Banco Central, Galípolo mantém uma relação próxima com o presidente.