Trilha de Letras recebe a escritora Conceição Evaristo

Considerada uma das escritoras negras mais expressivas das últimas décadas, Conceição Evaristo é a entrevistada de Raphael Montes, no programa Trilha de Letras, que vai ao ar amanhã, dia 20, às 21h15, na TV Brasil. No bate-papo, a escritora de origem humilde _ era filha de lavadeira e foi criada numa favela de Belo Horizonte _ conta que a literatura fez parte de sua vida desde criança.

 

“Nasci rodeada de palavras. Não nasci rodeada de livros. Mas a literatura sempre me acompanhou”, diz Conceição, dona de um currículo que inclui um doutorado em literatura, um Prêmio Jabuti (em 2015) e textos publicados no exterior. “O negro, dependendo do lugar que está, ainda causa um certo estranhamento. O imaginário brasileiro está acostumado a ver as mulheres negras como boas cozinheiras, lavadeiras e sambistas”, resume a escritora.

 

Na conversa com Raphael Montes, Conceição Evaristo diz que toda a sua obra literária é marcada profundamente pela condição de mulher negra na sociedade brasileira. “Do enredo à escolha dos personagens, as mulheres negras são as protagonistas, estão no centro da história nos meus livros”, afirma.

 

No programa, Raphael Montes e Conceição Evaristo também conversam sobre toda a engrenagem que envolve o sistema literário no Brasil e no mundo, formado por  editoras, críticos, mídia, prêmios. “E muitas vezes, em vez de promover o encontro, o sistema segrega”, afirma Raphael. “O mercado literário, o circuito literário, é só mais uma casinha no cenário racista brasileiro”, observa o escritor Allan Rosa.

Serviço

Trilha de Letras – terça-feira, dia 20, às 21h15, na TV Brasil