Atropelador que matou bebê em Copacabana diz que teve ataque epilético e 'apagou'

Antonio de Almeida Anaquim, de 41 anos, motorista do carro que atropelou 16 pedestres e matou um bebê no calçadão e na praia de Copacabana na noite desta quinta-feira, 18, disse a policiais que sofreu um ataque epilético pouco antes do acidente.

Segundo testemunhas, Anaquim tentou fugir, mas foi detido e levado para uma delegacia em Copacabana. O motorista será submetido a exame para detectar a quantidade de álcool no sangue.

Remédios do Atropelador de Copacabana - Reprodução
Remédios do Atropelador de Copacabana – Reprodução

Informações do produtor Leslie Leitão, da TV Globo, dão conta de que realmente havia remédios para epilepsia no carro do atropelador. Imagens mostram embalagens dos remédios Depakote, Lamitor e Tegretol, todos usados contra a doença. Anaquim afirma que “apagou” quando estava dirigindo e subiu a calçadão.

O Denatran explica que um paciente epilético pode ter direito a habilitação desde que não tenha tido crise no ano anterior ao pedido e haja parecer médico favorável.

Informações do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ), Anaquim está com a carteira de habilitação bloqueada. Ele acumula 62 pontos por infrações e 14 multas nos últimos 5 anos.

https://www.youtube.com/watch?v=EcEVhcrjiNs

Entre os feridos há um australiano em estado grave e uma menina de 7 anos com várias fraturas e escoriações. Treze vítimas continuam internadas.

https://www.youtube.com/watch?v=s1TWGsnV-4U

No hospital Miguel Couto, por volta das 5h, estavam internadas as seguintes vítimas:

ALAN DIAS CARVALHO
MICHELLE DE SOUZA DIAS
BEATRIZ DIAS CARVALHO
VALDINEI DE LIMA NASCIMENTO
MARCOS SERGIO ESTEVE ANDRADES
01 CRIANÇA EM OBSERVAÇÃO
01 AUSTRALIANO EM ESTADO GRAVE

Vítimas encaminhadas ao Miguel Couto, que já tiveram alta:

RENNE PATRICIA MENEZES DA FONSECA, 45 anos
FRANCISCO MARTINS ALVES, 68 anos, ambulante
ROBSON MARQUES SILVA DE OLIVEIRA, 21 anos, ambulante

Turista australiano segue internado

O australiano atropelado, que não teve a identidade informada, tem 68 anos e respira com o auxílio de aparelhos. Outra das vítimas é uma menina de 7 anos, com fraturas, mas estado estável.

Na UPA de Copacabana morreu a bebê Maria Louise Araújo Azevedo, de 8 meses. A mãe dela, Niedja da Silva Araújo, está internada em estado grave.

Outras vítimas foram atendidas no local e no Hospital Souza Aguiar, no Centro.